Número de trabalhadores afastados pela pandemia cai 2 milhões em uma semana

A flexibilização do distanciamento social tem feito com que mais pessoas deixam o afastamento do trabalho, seja para retomar as funções ou ser demitida, segundo levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), divulgado nesta 6ª feira (24.jul.2020)

O estudo mostra que 8,3 milhões (10,1% da população ocupada) estavam afastados do trabalho por causa da pandemia de 28 de junho a 4 de julho, enquanto na semana anterior eram 10,3 milhões. Parte dos ocupados retornou ao trabalho e outra parcela foi para fora da força, ou seja, não voltou a trabalhar, nem procurou trabalho.

A taxa de desocupação na semana, de 12,3%, permaneceu estável frente à semana anterior. Já o número de pessoas desocupadas teve ligeira redução, de 12,4 milhões para 11,5 milhões.

Ao mesmo tempo, a população fora da força de trabalho (que não estava trabalhando nem procurava por trabalho) subiu de 75,1 milhões para 76,8 milhões de pessoas. Desse grupo, 28,7 milhões (37,4%) disseram que gostariam de trabalhar, mais do que os 26,9 milhões (35,4%) da semana anterior.

Continuar lendo

Com Agências

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line