Nova proteção para pilotos do caça russo Su-57 está sendo desenvolvida

Caça multifuncional russo de quinta geração Su-57, faz voo durante o salão de aviação MAKS-2019

“[Fornece] proteção à tripulação dos efeitos da radiação eletromagnética, ultravioleta e infravermelha, bem como dos efeitos da radiação térmica de uma explosão nuclear”, afirmou Andrei Silkin, diretor da empresa desenvolvedora ONPP Tekhnologiya.

Além disso, os novos materiais utilizados garantem a capacidade furtiva da cabine da aeronave. Ao mesmo tempo, “os vidros ficaram duas vezes mais resistentes a impacto de um peso duas vezes menor”.

De acordo com Silkin, o resultado foi obtido através da utilização da tecnologia de moldagem de vidros de aeronaves a partir de chapas de policarbonato monolítico, bem como pela colocação com magnétron de revestimentos multifuncionais especiais à base de ouro e de uma liga de óxido de índio e estanho.

O Su-57 é um caça russo de quinta geração projetado para eliminar todos os tipos de alvos aéreos, terrestres e navais de superfície. O caça bimotor monolugar de design furtivo conta com supermanobrabilidade, capacidade de voo supersônico e radar e eletrônicos avançados.

Atualmente, a aeronave está em fase de testes, nos quais está sendo verificado o funcionamento de seus sistemas, bem como os modos de operação do motor.

O CEO da corporação estatal russa Rostec, Sergei Chemezov, informou que as entregas em larga escala do Su-57 para a Força Aeroespacial da Rússia começariam em 2020.

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line