Navalny não teria sobrevivido caso fosse envenenado com Novichok, dizem especialistas

Opositor russos Aleksei Navalny (foto de arquivo)

Navalny não teria sobrevivido caso fosse envenenado com Novichok, dizem especialistas


©
Sputnik / Maksim Blinov

Em declaração à Sputnik, Igor Nikulin, ex-membro da Comissão de Armas Biológicas e Químicas da ONU, disse:

“Se isso tivesse sido envenenamento por Novichok, nós nunca mais o viríamos com vida – nem em uma semana, nem em um mês. Agora, pode ser que seja da família [da substância] Novichok. Isso é uma munição binária química militar. Ela contém várias substâncias, sendo que cada uma delas não é muito tóxica, mas quando se juntam dão uma mistura infernal, a qual é milhares de vezes mais tóxica do que cada componente separado.”

Ainda segundo Nikulin, se um dos componentes do Novichok tivesse sido colocado na água ou no chá de Navalny, ao chegar ao estômago se daria um processo de envenenamento algumas horas depois.

Já o rastro deixado pela substância lembraria alguma do grupo do Novichok.

Opinião semelhante expressou à Sputnik o cientista russo Leonid Rink.

“Eu excluo [a hipótese de] envenenamento dele, porque não há sintomas. Mesmo se tivesse usado uma concentração 400 vezes menor do que a dose mortal, ele sairia do coma, mas de qualquer forma ele teria miose [contração das pupilas]. Aqui não houve tais sintomas”, disse Rink.

O cientista também disse que o Novichok foi desenvolvido para ser usado no campo de batalha em substituição de armas nucleares e possui 100% de letalidade.

Saída do coma

Hoje (7), o Hospital Universitário Charité em Berlim, Alemanha, anunciou que seu paciente e opositor russo Aleksei Navalny saiu do coma induzido, enquanto apresenta melhora em seu estado clínico.

Anteriormente, médicos alemães afirmaram que Navalny foi vítima de envenenamento pela substância Novichok.

No último dia 20, o ativista se sentiu mal durante voo da cidade de Tomsk com destino a Moscou. Navalny foi socorrido por médicos russos após pouso de emergência na cidade siberiana de Omsk.

Após dois dias em um hospital da cidade, Navaly foi transportado para tratamento na Alemanha.

No dia de sua hospitalização, autoridades russas iniciaram uma investigação.

Da mesma forma, o Comitê de Investigação da Rússia enviou para as autoridades investigativas na Sibéria uma declaração de apoiadores de Navalny dizendo que o mesmo teria sido vítima de uma tentativa de assassinato.

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line