“Não foi vitória do Avaí, foi erro do árbitro”, critica Elano após derrota

O técnico Elano não poupou críticas ao árbitro Rafael Traci após a derrota do Figueirense diante do Avaí na noite desta terça-feira (29). No lance derradeiro da partida, Pedro Castro, deu um carrinho ao dividir a bola com Sanchez ainda no campo de defesa do Avaí.

Marcas na perna do lateral Sanchez após a dividida com Pedro Castro – Foto: Reprodução/ND

Na sequência, Rômulo avançou, finalizou na trave e no rebote Gastón Rodriguez fez o gol. As reclamações ainda em campo geraram a expulsão do zagueiro Alemão.

“Foi um lance extremamente perigoso [carrinho]. Foi falta. Eu tomo o gol no clássico, meu torcedor está triste, eu estou revoltado, porque o lance decidiu o clássico”, criticou o treinador.

O técnico pediu a utilização do árbitro de vídeo em todas as divisões do futebol brasileiro, não apenas na Série A. “Se tem para a primeira divisão, precisa ter para todos. Dinheiro para fazer isso tem, não fazem porque não querem. Cito isso sem tirar o lance do gol contra o Guarani, onde fizemos um gol em impedimento. Isso não é legal para ninguém, precisa mudar”, disparou Elano.

O comandante alvinegro ainda citou que conversou com o árbitro durante a partida e que Rafael Traci havia dito que teria havido o contato no lance polêmico.

“Se foi lance perigoso é falta. Os árbitros têm a mesma reponsabilidade que a gente. Ele vai errar, vai para a casa dele e daqui a uma semana apita novamente”, reclamou Elano.