Musto sobre Gre-Nal: “Não é justo termos de jogar fora do Beira-Rio”

Além dos dirigentes, o veto à realização do Gre-Nal na próxima quarta-feira em Porto Alegre desagradou também aos jogadores do Internacional. Para o volante Damían Musto, a transferência da partida para Caxias do Sul não tem coerência com os cuidados que o Clube vem tomando desde o começo da pandemia.

“A determinação foi que se jogue em Caxias, e estamos preparados para fazê-lo. Temos de nos adaptar rapidamente ao que a partida requer, e a situação do campo também. Não é justo o fato de ter de sair e jogar fora do Beira-Rio. A determinação não é coerente com as medidas que se vêm tomando. Creio que nenhum lugar seria mais seguro, por conta das medidas que temos tomado”, afirmou o argentino em coletiva nesta segunda-feira. 

O clássico Gre-Nal está marcado para às 21h30min, no Estádio Centenário, em Caxias do Sul, na próxima quarta-feira. Na parte tática, segundo Musto, jogadores e Coudet vêm conversando “muito” e “refrescando conceitos” adotados antes da paralisação. “Precisamos tirar nossa melhor versão. Temos que saber que todos clubes estavam na mesma situação, todas equipes estavam paradas. Por isso, nos preparamos bem para chegar em boa forma”, alegou. 

O volante, que está emprestado pelo Huesca ao Inter, afirmou que aguarda as competições acabarem para que os responsáveis tratem do tema com tranquilidade. “Espero que se defina da melhor maneira. Sei que as pessoas aqui do clube e meus representantes estão em contato para resolver”, apontou Musto, que tem vínculo com o Colorado até o final da temporada. O Huesca, time de Damián Musto na Espanha, estará na elite espanhola na próxima temporada. Ao lado do Cádiz, encerraram a La Liga 2 nas duas primeiras posições e já conquistaram o acesso. Outros quatro clubes disputarão um playoff para tentar chegar a La Liga em 2020/2021.

Com Agências

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.