MP investiga agentes públicos após encontrar medicamentos vencidos na Prefeitura de Nova Brasilândia do Oeste, RO

Também são apurados crimes por uso irregular de verbas públicas, fraudes licitatórias e contra o consumidor. Os nomes dos investigados estão em sigilo. O Ministério Público de Rondônia (MP-RO), a partir de inquérito civil instaurado pela Promotoria de Justiça de Nova Brasilândia do Oeste (RO), investiga gestores públicos do município por possíveis atos de improbidade administrativa. Os nomes dos investigados estão em sigilo.
Há indícios que esses gestores públicos foram omissos quanto a aquisição de medicamentos e insumos hospitalares que deveriam ser usados em hospital e postos de saúde da rede municipal, segundo o MP.
Uma operação realizada na segunda-feira (20) comprovou que centenas de caixas de medicamentos, soros, seringas, entre outros insumos, estocados nas unidades de saúde estavam vencidos. O valor total do prejuízo aos cofres públicos será contabilizado após perícia.
Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos na Prefeitura, no Almoxarifado Central, no Centro de Especialidades Odontológicas e no Hospital Municipal Ancelmo Bianchini.
Além das investigações relacionadas ao uso irregular de verbas públicas, o MP apura fraudes licitatórias e contra o consumidor.
A operação foi chamada de Hígia, em referência a deusa da preservação da saúde na mitologia grega.
O G1 tenta contato com a assessoria da Prefeitura de Nova Brasilândia e com a Secretaria Municipal de Saúde, mas até a última atualização desta reportagem as ligações não foram atendidas.

Com Agências

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line