Mourão
Mourão respondeu sugestão de Dias Toffoli.

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, disse que discorda da proposta de estabelecer a quarentena de oito anos para que juízes e integrantes do Ministério Público se candidatem a cargos políticos. A declaração foi feita nesta quinta-feira (30).

Segundo Mourão, caso a ideia da quarentena seja aplicada, os magistrados se tornariam “cidadãos sem direitos políticos”.

“Vai colocar os magistrados como pessoas de segunda categoria? Sem direitos políticos? Não tem nada a ver. Acho que o magistrado não pode deixar de ser magistrado e advogar, de imediato, aí estaria incorrendo, vamos dizer, em uma situação privilegiada. Agora, [quarentena para] concorrer a cargo eletivo é bobagem”, disse o vice-presidente.

A declaração de Mourão foi uma resposta à sugestão feita pelo ministro e presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, que defendeu a quarentena seja aplicada para evitar “demagogia” no exercício do cargo.