Motorista é preso por embriaguez ao volante, chora e tenta fugir da polícia, em Brusque

Caso ocorreu na tarde desta quarta-feira, no Centro

Um homem foi preso na tarde desta quarta-feira, 19, por dirigir embriagado no Centro de Brusque. A Polícia Militar conversou com a Guarda Municipal que realizou a abordagem inicial ao veículo, por volta das 15h30.

O homem conduzia um Fiat Uno. Ao ser questionado se teria ingerido álcool, o homem confirmou, mas se recusou a realizar o teste do etilômetro. Diversas garrafas de bebida foram encontradas dentro do veículo.

Durante a abordagem foi constatado que o homem tinha forte odor etílico, além de andar cambaleante, olhos vermelhos e alteração de humor, sendo que o motorista chorou na viatura policial e em alguns momentos ficou nervoso e agressivo.

Na sequência o homem deu as costas para os agentes da Guarda Municipal e policiais militares, não acatando a ordem de parada. O relatório informa que foi necessário segurar o motorista para ele não fugir do local.

Diante dos fatos foi dada voz de prisão ao condutor, que foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil. Os agentes da Guarda de Trânsito também compareceram ao local para testemunharem o caso.

Motorista é preso por embriaguez ao volante, chora e tenta fugir da polícia, em Brusque

Caso ocorreu na tarde desta quarta-feira, no Centro

Um homem foi preso na tarde desta quarta-feira, 19, por dirigir embriagado no Centro de Brusque. A Polícia Militar conversou com a Guarda Municipal que realizou a abordagem inicial ao veículo, por volta das 15h30.

O homem conduzia um Fiat Uno. Ao ser questionado se teria ingerido álcool, o homem confirmou, mas se recusou a realizar o teste do etilômetro. Diversas garrafas de bebida foram encontradas dentro do veículo.

Durante a abordagem foi constatado que o homem tinha forte odor etílico, além de andar cambaleante, olhos vermelhos e alteração de humor, sendo que o motorista chorou na viatura policial e em alguns momentos ficou nervoso e agressivo.

Na sequência o homem deu as costas para os agentes da Guarda Municipal e policiais militares, não acatando a ordem de parada. O relatório informa que foi necessário segurar o motorista para ele não fugir do local.

Diante dos fatos foi dada voz de prisão ao condutor, que foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil. Os agentes da Guarda de Trânsito também compareceram ao local para testemunharem o caso.