Morre o baixista Gary Peacock, aos 85 anos, nos Estados Unidos

Gary Peacock, um dos grandes baixistas do jazz, morreu aos 85 anos de idade, nos Estados Unidos. A informação foi confirmada pela família do instrumentista à NPR. Segundo os familiares, Gary Peacock “morreu em paz”, na última sexta-feira, dia 4, em sua casa, no interior de Nova Iorque. No entanto, a causa da morte não foi revelada.

Ao longo dos 70 anos de carreira, Peacock tocou em ao lado de nomes como Albert Ayler, Paul Bley, Bill Evans e Keith Jarrett, entre muitos outros. Antes de se encantar pelo baixo, o instrumentista, no início, foi baterista e pianista. Mas foi no período em que serviu ao exército na Alemanha, que Gary se apaixonou pelo baixo.

Gary Peacock

Gary Peacock Foto: DivulgaçãoO artista foi primordial em formações que acompanharam o trompetista Miles Davis ao saxofonista e compositor Lee Konitz, além de outros nomes do jazz da Costa Oeste dos Estados Unidos, como Art Pepper e Bud Shank. Ao lado do pianista Keith Jarret foi que Gary teve seu trabalho mais longo, o Standards Trio, que também contava com o baterista JackDeJohnette.

Nas redes sociais, fãs e amigos lamentaram a morte de Gary. No Twitter, o baixista Dave Holland publicou uma música e, na legenda, escreveu: “Acabei de receber a notícia de que o baixista Gary Peacock morreu. Intenso e criativamente original, sua atuação na nova música do início dos anos 60 foi inspiradora. Aqui está uma faixa com Albert Ayler e Sunny Murray que me impressionou muito”, disse.

O baixista Dave Holland lamentou a morte do ídolo

O baixista Dave Holland lamentou a morte do ídolo Foto: Reprodução/Twitter


Com Agências

Leitores On Line