Ministério Público arquiva inquérito sobre suposto abuso da Celesc

O Ministério Público de SC arquivou o inquérito civil que apurava supostas cobranças abusivas durante o verão 2018/2019. Após perícias e estudos, não se identificaram elementos que pudessem demonstrar eventual conduta inadequada da Celesc no faturamento.

Durante a investigação, foram realizadas aferições em 1,2 mil medidores, selecionadas entre as reclamações registradas nos Procons, na ouvidoria da Celesc e no próprio Ministério Público.

As aferições foram realizadas com acompanhamento do Imetro/SC e MPSC. Após a análise, verificou-se que das 1,2 mil aferições apenas sete medidores (0,6%) do total estavam fora dos limites da norma regulatória, medindo a mais, sendo que todos os medidores foram substituídos pela empresa no momento da aferição, bem como a Celesc promoveu a compensação desses clientes, conforme previsto em resolução da agência reguladora.

Desta forma, o MP confirmou a versão da Celesc de que o aumento do consumo de energia elétrica pelas famílias, devido às altas temperaturas daquela época, implicou em aumento da conta.

Com Agências

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line