Mestre do Sabor: finalistas falam sobre a disputa desta quinta-feira

Final será ao vivo após a novela Fina Estampa

Dinâmica das provas finais não foi adiantada pela emissora
Dinâmica das provas finais não foi adiantada pela emissora

A grande final do reality culinário ‘Mestre do Sabor’ acontece nesta quinta-feira, 23, às 22h40min. Depois de 12 programas, mais de 100 pratos, 14 eliminações e 1 repescagem, Ana Zambelli, Dário Costa, Júnior Marinho e Serginho Jucá disputam o prêmio de R$ 250 mil. Mantendo a tradição, o programa será ao vivo, mas por conta da pandemia de coronavírus, o cenário e as provas sofreram alterações para manter a segurança de participantes, apresentadores, chefes e equipe técnica.

Nesta edição Santa Catarina não teve nenhum representante. Em 2019, o catarinense Dudu Poerner ficou em segundo lugar na competição, que teve o chef paulista Gabriel Coelho como grande vencedor. 

Finalista do reality Mestre do Sabor tem restaurante com fila de espera em Balneário Camboriú

Os mestres Kátia Barbosa, Leo Paixão, Rafa Costa e Silva avaliarão os pratos dos finalistas que estarão em ilhas mais afastadas respeitando o distanciamento seguro. Diferente dos programas que já estavam gravados, na final cada um dos mestres receberá uma porção individual para degustar e escolher o melhor sabor do dia. A emissora não explicou a dinâmica das provas desta final.

Saiba quem são os finalistas e a expectativa para a final

Ana Zambelli

Ana Zambelli
Ana Zambelli

Chef executiva de uma rede de hotéis em São Paulo, a carioca, de 46 anos, participa do seu segundo reality, no ‘Super Chef’, do ‘Mais Você’, ficou em sexto lugar e agora já comemora estar na final do ‘Mestre do Sabor’. Sobre a expectativa para final, Ana não esconde a apreensão.

— Eu espero que a minha mente não me boicote. Por que os três finalistas são pessoas com quem eu tenho amizade e gosto demais, e isso abala meu psicológico. Principalmente o Serginho, com quem falo todo dia. Mas estou querendo me divertir com amigos e esquecer que a competição. Penso que será uma degustação entre amigos e um deles vai ganhar um prêmio.

Dário Costa

Dário Costa
Dário Costa

(Foto: Divulgação )

Ex-participante do MasterChef profissional, Dário Costa, de 32 anos, voltou a chamar a atenção por sua técnica na cozinha. O paulistano viu a gastronomia entrar na sua vida ao se mudar para a Nova Zelândia quando adolescente. Hoje, possui seu próprio restaurante no litoral paulista. Para o programa desta quinta-feira, Dário reconhece a qualidade de seus adversários.

— É uma final absurdamente acirrada. A galera que está ali é muito, muito sinistra. Eu tenho certeza que independente de eu ter mandado bem durante o programa, teve muita gente que não teve oportunidade de mostrar seu trabalho individual. Depois que as provas em grupo acabaram, muita gente se destacou.

Júnior Marinho

Júnior Marinho
Júnior Marinho

(Foto: Divulgação )

Aos 29 anos, Júnior, é o finalista mais novo. Nascido no Acre, o chefe resolveu cursar gastronomia em 2013 e já no segundo período da faculdade ganhou um concurso universitário. Com menos tempo de cozinha, mas não menos competente, Júnior está confiante para a grande final.

— Dediquei meu tempo nesses últimos meses pra estudar e focar em pratos que eu possa usar para vários tipos de proteínas, aprimorei algumas técnicas minhas, foquei em estudar sobremesas que é meu ponto fraco. Vou chegar confiante pra fazer qualquer tema proposto!

Serginho Jucá

Serginho Jucá
Serginho Jucá

(Foto: Divulgação )

Aos 38 anos, o maceioense é dono de dois restaurantes na cidade turística de São Miguel dos Milagres, em Alagoas. Em 2015, Serginho foi eleito chef Revelação pelo guia Quatro Rodas. Hoje, desenvolve um projeto social onde ensina pessoas carentes a produzirem petiscos com alimentos baratos, que podem ser vendidos na porta de casa. O chefe chega na final sem pretensão do prêmio, mas em executar bons pratos. 

Subway pede desculpas após "pizza feia" viralizar na internet
Aceita um pedaço?

Subway pede desculpas após “pizza feia” viralizar na internet

 

— Se Deus quiser, algum ingrediente regional vai estar na prova, para que eu tenha mais referências. E fazer um bom trabalho. Ganhar não é o propósito, mas fazer um trabalho bonito. Então, só tem craque, todo mundo merece ganhar, mas ganhar é um detalhe. Um lindo detalhe (risos). Mas não é o propósito.

Com Agências

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.