Médicos peritos criticam “teatro de fantoche” promovido pelo governo

Os médicos peritos reagiram com muita indignação e ironia à visita feita hoje por autoridades do governo a uma agência ainda não inaugurada do INSS  em Brasília.

O presidente do INSS (Leonardo Rolim), o Secretário de Previdência (Narlon Gutierrez) e o Secretário Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (Bruno Bianco) estiveram nessa agência, acompanhados da imprensa, para mostrar como funciona uma unidade modelo.

Foi anunciado que os peritos foram convidados, mas não compareceram.

Em nota, a Associação Nacional dos Médicos Peritos reagiu e fez duros ataques aos três.

“Desfilaram feito três patetas em uma agência ainda não inaugurada em Brasília, com pranchetas na mão que simulavam uma fiscalização técnica, mas pareciam maridos indo ao supermercado com a lista de compras feita pela esposa, batendo a cabeça entre prateleiras apertadas e corredores estreitos”, diz a nota da entidade. 

Continua após a publicidade

A associação disse não reconhecer a visita como uma vistoria por não compor o grupo um técnico de carreira para emitir juízo sobre os componentes avaliados.

“O que houve foi uma “inspeção” política com visita de chefes a uma agência-modelo”. 

Os médicos peritos dizem que as agências da Previdência, que acumulam milhares de pedidos de perícias, são “verdadeiras bombas infectológicas”.

 

 

Continua após a publicidade

Leitores On Line