Mato Grosso do Sul recebe R$ 3,8 milhões para ampliar combate a incêndios

O fogo continua consumindo o Pantanal brasileiro e o Mato Grosso do Sul é o Estado mais afetado, com cerca de 1,4 milhão de hectares de florestas já devastados. Os incêndios têm se estendido e atingido outros biomas, como Cerrado e a Mata Atlântica. O Parque Estadual das Nascentes do Taquari, localizado no município de Alcinópolis, enfrenta situação crítica e já teve 50% do território tomado pelo fogo. Autoridades e população têm se empenhado para salvar florestas e animais.

O brigadista Silva está auxiliando no combate aos incêndios e disse que a situação só será plenamente resolvida com a chegada da chuva. O guia turístico Antônio José, morador da região, disse que a situação é inédita no Pantanal. Um dia após reconhecer estado de emergência em Mato Grosso do Sul, o governo federal já liberou R$ 3,8 milhões para auxiliar o Estado no combate aos incêndios. A reunião para a liberação da verba ocorreu em Campo Grande e teve a presença do governador Reinaldo Azambuja, do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho e da ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

Reinaldo Azambuja reiterou a parceria com o governo federal, ressaltando a importância dos esforços conjuntos para enfrentar “a pior estiagem dos últimos anos”. Ele alertou a população sobre os cuidados que devem ser tomados para tentar evitar o início dos focos de incêndio. Já o ministro Rogério Marinho explicou como o dinheiro será utilizado. A ministra Tereza Cristina disse que 500 brigadistas estão atuando de forma voluntária e frisou que, enquanto a chuva não chegar, é importante ter a “união da população”.

*Com informações da repórter Camila Yunes

Leitores On Line