Máquina que pesca bichinhos de pelúcia enganava clientes

O Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina constatou que uma máquina de “pesca de bichinhos de pelúcia” estava fraudando os clientes. A máquina estava em um comércio de Joinville e acabou apreendida.
O equipamento foi levado ao instituto e os peritos descobriram que a placa eletrônica que gerencia o movimento da grua possuía uma programação que limitava a taxa de ganho de quem joga.
“A placa estava configurada para que o eletroímã recebesse a tensão correta para o fechamento da grua somente uma vez a cada 22 jogadas. Ou seja, o jogador só tinha a chance de pegar uma pelúcia após 21 jogadas perdidas”, afirmou o perito criminal Alcides Ogliari Junior.
A investigação também mostrou que os movimentos na grua eram feitos através de motores elétricos e o fechamento das garras ocorria através de tensão aplicada em um eletroímã.
Também foram feitos testes que concluíram que içar um ursinho na máquina não dependia da habilidade do jogador, o que pode caracterizar jogo de azar.
O laudo do equipamento foi encaminhado à delegacia, que investiga a fraude.

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line