Foram 35 anos trabalhando na transportadora de sua família antes da decisão de vender sua parte no negócio e empreender. O passo seguinte levou Carlos Mira ao Vale do Silício, em 2011, onde viu de perto o poder da transformação digital. De volta ao Brasil, fundou em 2013 o aplicativo TruckPad, hoje a maior plataforma de conexão entre caminhoneiros e cargas na América Latina. Atualmente, o TruckPad conta com mais de 1,2 milhão de downloads, 500 mil caminhoneiros autônomos cadastrados e mais de 12 mil transportadoras, além de investidores como Mercedes-Benz, Maplink, Plug and Play Tech Center (a mais ativa aceleradora de startups do Vale do Silício) e FTA (Full Truck Alliance), gigante chinesa do setor de transportes.

Com a pandemia, veio uma queda no volume de fretamento de cargas da ordem de 25% no Brasil, segundo estimativa da startup. Para não deixar ninguém para trás, a empresa continua inovando. Passou a usar chatbots, os robôs programados para interagir com os clientes e fornecer informações de fretes aos motoristas que estão à procura de cargas. E lançou recentemente um sistema de consulta automática na Gerenciadora de Riscos, para aprovação rápida dos caminhoneiros junto às transportadoras. O processo, que em alguns casos poderia demorar até dois dias, agora é feito em 5 minutos. Esses e outros assuntos serão detalhados em conversa de Carlos Mira com o jornalista Beto Silva, na live da DINHEIRO desta quinta-feira (23), às 17h.