Lindinhas: após polêmicas, governo determina remoção de filme do catálogo da Netflix

Desde que foi inserido no catálogo da Netflix, no começo desse mês, o filme francês “Lindinhas” começou a receber uma enxurrada de críticas, acusado de sexualizar crianças de 11 anos.

Agora, o título pode estar com os dias contados no catálogo da Netflix no Brasil. Isso porque o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MDH), liderado por Damares Alves, encaminhou para a Coordenação da Comissão Permanente da Infância e Juventude (COPEIJ) um pedido de suspensão para o filme. O documento foi assinado pela Secretaria Nacional de Direitos da Criança e do Adolescente (SNDCA).

No texto, Maurício Cunha, que é secretário da SNDCA, afirma que o filme apresenta cenas que oferecem riscos à proteção das crianças: “[O filme] apresenta pornografia infantil e múltiplas cenas com foco nas partes íntimas das meninas enquanto reproduzem movimentos eróticos durante a dança, se contorcem e simulam práticas sexuais. A SNDCA vê com extrema preocupação a perpetuação do conteúdo que afronta e fragiliza a normativa nacional de proteção à infância e adolescência”.

Clique aqui para ler mais

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line