Lacen-SC deve ampliar em 70% capacidade de testes de Covid-19 com novos equipamentos


Aparelhos estão sendo instalados pela Fiocruz, que também está treinando funcionários. Entrega oficial deve ocorrer na sexta-feira, quando o Laboratório Central faz 69 anos. Equipamentos novos devem ampliar testagem de coronavírus em SC

O Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-SC) em Florianópolis está recebendo dois equipamentos que devem ampliar em até 70% a capacidade para processar testes de coronavírus. Os aparelhos devem estar prontos na quinta-feira (23) e serem entregues oficialmente na sexta (24), quando o Lacen completa 69 anos.
Atualmente, o laboratório processa cerca de mil amostras de testes de Covid-19 por dia. Esses novos equipamentos têm capacidade para processar pelo menos 744 amostras por dia, sendo 552 em uma das plataformas, e 192 em outra, totalizando cerca de 20 mil amostras por mês.
Lacen de SC recebe equipamento que amplia capacidade para processar testes
A expectativa é que a chegada dos novos equipamentos aumente a capacidade de testagem no Lacen e, com isso, diminua a espera dos municípios catarinenses pelos resultados de testes de Covid-19. Em junho, o laboratório chegou a ficar com mais de 4 mil testes retidos e diferentes cidades reclamaram da demora.
O reforço é do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e garante mais segurança para os trabalhadores e também nos resultados, pois é de alta precisão. O investimento é de US$ 300 mil.
Além da montagem dos dois aparelhos, os funcionários do Lacen também estão sendo treinados pela equipe da Fiocruz para utilizar os equipamentos. Os insumos também serão fornecidos pelo instituto.
Santa Catarina tem mais de 54,4 mil casos confirmados de coronavírus, incluindo 694 mortes pela doença, segundo o último boletim estadual, na noite de segunda.
Pelo menos sete regiões estão em situação gravíssima por causa da Covid-19 e novas medidas restritivas foram anunciadas pelo Estado para 111 municípios, incluindo suspensão do transporte coletivo e proibição de permanência e aglomeração de pessoas em espaços públicos.

Com Agências