‘King Kong en Asunción’ é melhor longa nacional do 48º Festival de Cinema de Gramado


‘La Frontera’ é o vencedor na categoria longa estrangeiro. Confira todos os ganhadores. Longa Brasileiro ‘King Kong en Asunción’, de Camilo Cavalcante, leva Kikito de Melhor filme
Edison Vara/Agência Pressphoto
A entrega dos Kikitos marcou o encerramento da 48º edição do Festival de Cinema de Gramado no sábado (26). Por conta da pandemia do coronavírus, a cerimônia de premiação aconteceu à distância. Mas com o auxílio de ferramentas e plataformas tecnológicas, concorrentes participaram da celebração por meio de um telão.
O longa pernambucano ‘King Kong en Asunción’, de Camilo Cavalcante, conquistou três Kikitos na categoria Longa Brasileiro, entre eles, o de Melhor Filme neste ano.
“Estou muito muito surpreso. Eu acho que cinema e arte não são corrida de cavalo, que tem o melhor ou o pior. Todos os filmes que foram apresentados tem o seu valor. Sem a arte a gente não tem sobrevive ao peso da vida”, disse Cavalcante.
Já o Kikito de melhor filme na categoria Longa Estrangeiros foi para ‘La Frontera’, que tem direção, roteiro e produção assinada por David David Celedón.
“Estou contente e nervoso. Agradeço ao Festival por essa alegria. É um ponto de esperança, precisamos encontrar maneiras de que tudo isso não deixe sequelas muito profundas”, comentou o diretor.
E na categoria longa-metragem gaúcho, o prêmio ficou com ‘Portuñol’, da diretora Thais Fernandes, que fala sobre a intersecção de culturas.
“Queríamos mostrar uma fronteira que muita gente não conhece, a mistura de cultura, mostrar a importância de conviver com as diferenças. É uma narrativa que fala da importância de conviver com as diferenças”, diz Thais.
“O Barco e o Rio” vence Melhor Filme na categoria curta-metragem brasileiro no Festival de Cinema de Gramado.
Divulgação
A produção ‘Barco e o Rio’ é a grande vencedora na categoria de Curta-metragem Brasileiro, levando os Kikitos para Melhor Filme, Melhor Direção para Bernardo Ale Abinader, Melhor Fotografia para Valentina Ricardo e Melhor Direção de Arte para Francisco Ricardo Lima Caetano.
Veja todos os prêmios
Longa-metragem Brasileiro
Melhor Filme – King Kong en Asunción
Melhor Direção – Ruy Guerra, por Aos Pedaços
Melhor Ator – Andrade Júnior, por King Kong en Asunción
Melhor Atriz – Isabél Zuaa, por Um Animal Amarelo
Melhor Roteiro – Felipe Bragança, por Um Animal Amarelo
Melhor Fotografia – Pablo Baião, por Aos Pedaços
Melhor Montagem – Eduardo Gripa, por Me Chama Que Eu Vou
Melhor Trilha Musical – Salloma Salomão, por Todos os Mortos e Shaman Herrera, por King Kong en Asunción
Melhor Direção de Arte – Dina Salem Levy, por Um Animal Amarelo
Melhor Atriz Coadjuvante – Alaíde Costa, por Todos os Mortos
Melhor Ator Coadjuvante – Thomás Aquino, por Todos os Mortos
Melhor Desenho de Som – Bernardo Uzeda, por Aos Pedaços
Prêmio Especial do Júri: Elisa Lucinda, por Por que você não chora?
Menção Honrosa do Júri: Higor Campagnaro, por Um Animal Amarelo
Longa-metragem Estrangeiro
Melhor Filme – La Frontera
Melhor Direção – Mariana Viñoles, por El gran viage al país pequeño
Melhor Ator – Anibal Ortiz, por Matar a un Muerto
Melhor Atriz – Daylin Vega Moreno (Diana), Sheila Monterola (Chalis), por La Frontera
Melhor Roteiro – David David, por La Frontera
Melhor Fotografia – Nicolas Trovato, por El Silencio del Cazador
Prêmio Especial do Júri: El Gran Viaje al País Pequeño
Longa-metragem Gaúcho
Melhor Filme – Portuñol, de Thaís Fernandes
Curta-metragem Brasileiro
Melhor Filme – O Barco e o Rio
Melhor Direção – Bernardo Ale Abinader, por O Barco e o Rio
Melhor Ator – Daniel Veiga, por Você tem olhos tristes
Melhor Atriz – Luciana Souza, Inabitável
Melhor Roteiro – Inabitável, Matheus Farias e Enock Carvalho
Melhor Fotografia – O Barco e o Rio, para Valentina Ricardo
Melhor Montagem – Você tem olhos tristes, para Ana Júlia Travia
Melhor Trilha Musical – Atordoado, eu permaneço atento, para Hakaima Sadamitsu, M. Takara
Melhor Direção de Arte – O Barco e o Rio, para Francisco Ricardo Lima Caetano
Melhor Desenho de Som – Receita de Caranguejo, Isadora Torres e Vinicius Prado Martins
Prêmio especial do júri: Preta Ferreira, por Receita de Caranguejo

Júri Popular
Curta Brasileiro: O Barco e o Rio, de Bernardo Ale Abinader
Longa Estrangeiro: El gran viaje al país pequeño, de Mariana Viñoles
Longa Brasileiro: King Kong en Asunción, de Camilo Cavalcante
Júri da Crítica
Curta Brasileiro: Inabitável
Longa Estrangeiro: El Gran Viaje al País Pequeño
Longa Brasileiro: Um animal amarelo
Initial plugin text