Justiça anula intervenção da Executiva Estadual do PSDB no diretório municipal de Laguna e restitui diretoria eleita democraticamente

A Justiça concedeu de forma liminar a tutela provisória do diretório municipal do PSDB de Laguna aos filiados Aleir Rocha Moreira e Sandro Matias da Cunha, respectivamente, Presidente e Secretário eleitos, declarando nula uma intervenção do Diretório Estadual do partido no comitê do município.

A decisão da 2ª Vara cível de Laguna de deferir o pedido de Aleir, filiado no PSDB desde 1997 e um dos fundadores do partido, e de Sandro, filiado à sigla desde 1999, suspendeu os efeitos de uma Resolução do Comitê Executivo do partido, editada em abril deste ano, que extinguiu o Diretório Municipal do partido, mantendo em atividade a diretoria regularmente eleita na última convenção.

Os requerentes alegaram, que obedecendo o que rege o Estatuto do partido, em 22 de março de 2019, o então presidente da Comissão Executiva Municipal do Partido, Dr. Nazil Bento Junior, publicou edital para eleição do Diretório Municipal e em 31 de março de 2019 os filiados participaram da nominata do novo diretório municipal, sendo eleitos democraticamente.

Contudo, segundo Aleir, em março deste ano, pouco antes da pandemia, a Comissão Executiva Municipal foi procurada por um assessor parlamentar da Deputada Federal Geovania de Sá (Presidente da Comissão Estadual), com a proposta de recepcionar novos filiados, principalmente vereadores oriundos do Partido Progressista (PP) da cidade, com a condição de garantia de apoio à candidatura de um pré-candidato de outro partido à Prefeitura da cidade, tudo num acerto de contas, sem qualquer debate democrático.

A proposta, além disso, destituía o diretório municipal e nova composição provisória, com novos membros suficientes para a garantia da deliberação positiva de apoio ao acordo com o feudo eleitoral.

“Era uma proposta, antidemocrática, distante das diretrizes partidárias, aliada a política de acertos. AS pessoas que convidamos para participar do Partido, tinham a ideia do debate, das escolhas democráticas. Negamos tudo e qualquer proposta que não viesse dentro do que a democracia nos ensina como partido e homens do bem”, afirmou Aleir.

Leitores On Line