Jovino Piucco é morto a tiros após assalto em Garopaba

Jovino Piucco, de 85 anos, estava em casa, com a mulher, quando dois homens teriam assaltado o local e atirado contra ele

O ex-vereador e farmacêutico, Jovino Piucco, de 85 anos, foi morto a tiros após um assalto na tarde deste domingo (18) em Garopaba, no Sul do Estado. Até a manhã desta segunda-feira (19) os suspeitos pelo crime ainda não foram localizados.

Jovino estava em casa com a mulher quando foi baleado

O crime ocorreu por volta das 12h, na casa de Jovino. Segundo a Polícia Militar, dois homens, que ainda não foram identificados, entraram no local e tentaram roubar os pertences da vítima. Além de Jovino, a mulher dele também estava na casa.

Durante a ação, os suspeitos teriam atirado no idoso. Após o crime, eles fugiram, levando uma pequena quantia em dinheiro e uma arma que seria da vítima.

Equipes do Samu chegaram a encaminhar Jovino ao hospital, porém, ele não resistiu aos ferimentos.

Segundo a Polícia Civil, o caso está sendo tratado como latrocínio – roubo seguido de morte. O crime, inclusive, já vem sendo investigado pela polícia.

ND+ tentou contato com o delegado responsável pelo caso, mas até a publicação, não obteve resposta.

Prefeitura e Câmara de Vereadores emitem nota de pesar

Nascido em Urussanga, Jovino foi eleito vereador na primeira disputa do pleito municipal de Garopaba. Depois disso, ele esteve na Câmara de Vereadores por mais quatro vezes.

Além disso, ele montou a primeira farmácia legalizada da cidade, quando ela ainda pertencia a Comarca de Palhoça. Ele também foi o primeiro corretor de imóveis de Garopaba e funcionário público da Secretaria do Estado da Saúde.

Tanto a Câmara de Vereadores quanto a Prefeitura de Garopaba prestaram homenagens ao farmacêutico. O velório de Jovino ocorreu na manhã desta segunda-feira (19), na casa da família.

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line