Jovem morre após ser esfaqueada pelo ex e homem é preso em flagrante por feminicídio em RR

A jovem estava separada há alguns meses dos suspeito e grávida do atual namorado, conforme informações de amigos da vítima. A jovem Juliana Rodrigues da Silva, de 20 anos, morreu após ser agredida pelo ex-namorado com golpes de canivete no pescoço. O homem foi preso em flagrante por suspeita de feminicídio, informou a Polícia Civil na manhã deste sábado (18).
De acordo com a Civil, a jovem foi socorrida por um amigo do suspeito. Em seguida, foi levada ao Pronto Socorro Francisco Elesbão e encaminhada ao centro cirúrgico da unidade, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.
Testemunhas contaram à Civil, a jovem foi cobrar um dinheiro que o ex devia nesta sexta-feira (17). Ela foi acompanhada de dois amigos que não chegaram a entrar na casa do suspeito junto com ela. Ainda segundo informações das testemunhas, a vítima estava grávida do atual namorado.
“Em seu interrogatório, o infrator estava acompanhado de seu advogado, mas sem condições de ser interrogado e deverá falar sobre o caso em juízo. A testemunha, amiga da vítima afirma que ela estava grávida e vamos aguardar o resultado do exame cadavérico para confirmar”, explicou a delegada.
Segundo a delegada titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, Verlânia Silva de Assis, o homem foi preso em flagrante por tentativa de feminicídio, mas o procedimento deve passar por mudanças.
“Com a morte da vítima e o Auto de Prisão em Flagrante já concluído e remetido à Justiça, nós comunicamos ao Poder Judiciário e haverá uma mudança em relação a essa tipificação do crime”, disse a delegada.
Conforme a Polícia Militar, um amigo da vítima relatou que os dois estavam juntos quando o suspeito se aproximou e pediu para falar com ela atrás de um muro.
Em seguida, ele tentou beijar a jovem, que não aceitou e gritou. Quando o amigo se aproximou, encontrou vítima com um corte profundo no pescoço.
O amigo, segundo a PM, relatou ainda que o suspeito tentou esfaqueá-lo, mas foi impedido por outra testemunha, que tomou a faca do suspeito. Logo depois, o infrator fugiu pulando o muro da residência.
A PM foi até a casa do suspeito, que confirmou ter cometido o crime. Ele foi preso levado à Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam).
Os policiais apreenderam o canivete usado pelo suspeito.
A vítima foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e levada ao centro cirúrgico do Hospital Geral de Roraima (HGR). Segundo a PM, ela precisou passar por cirurgia.

Com Agências

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.