Jovem mata ex-sogra a facadas e justifica dizendo que foi difamada


Vítima tinha nove ferimentos causados por faca e não resistiu ao ataque. Crime ocorreu em Santos, no litoral paulista. Vítima morreu após levar nove facadas de ex-nora em Santos, SP, segundo a Polícia Civil
Reprodução
Uma jovem de 22 anos, que foi presa em flagrante após matar a facadas a sua ex-sogra, de 59, afirmou à polícia que cometeu o crime porque estava sendo difamada pela vítima. Maria Paula Fonseca Prates foi morta na residência em que morava em Santos, no litoral paulista.
Conforme registrado no boletim de ocorrência, a autora do crime afirmou que a vítima vinha a difamando para familiares. E, por esse motivo, teria comprado uma faca de açougue e procurado a ex-sogra na última segunda-feira (14), a esfaqueando.
A vítima foi esfaqueada nove vezes. O marido de Maria a encontrou ferida ao chegar em casa e acionou a Polícia Militar. A PM afirma que, ao chegar no imóvel, localizado na Rua Dom Jayme de Barros Câmara, no bairro Rádio Clube, na Zona Noroeste da cidade, os soldados encontraram o corpo da mulher com marcas de faca.
Segundo a Polícia Civil, após cometer o homicídio, a nora, que após o crime havia fugido para São Vicente, acionou a PM e confessou que havia esfaqueado a ex-sogra, passando o endereço de onde estava.
Ela foi encaminhada para o 5°DP de Santos, onde foi autuada em flagrante. O caso foi registrado como homicídio qualificado e a faca foi apreendida pela perícia. Foram solicitados exames ao Instituto Médico Legal (IML) e ao Instituto de Criminalística (IC).
Ocorrência foi encaminhada ao 5º DP de Santos
Guilherme Lucio da Rocha/G1
Leitores On Line