Incêndio na Serra do Cipó ameaça comunidades e população enfrenta fogo para evitar prejuízos


Bombeiros trabalham há quatro dias no combate às chamas. Vegetação queimada na Serra do Cipó
Cristiane Leite / TV Globo
O incêndio incessante na Serra do Cipó já está atingindo as comunidades. Por isso, a população também está mobilizada para ajudar os bombeiros no combate.
As chamas colocaram em risco algumas casas de Altamira, em Nova União, e os moradores enfrentaram um paredão de fogo para acabar com os focos.
Em São José da Serra, quatro casas foram atingidas. José Aparecido teve trabalho para evitar que o fogo atingisse sua plantação de feijão.
“Fiquei apavorado, as pessoas saíram das casas no meio da noite”.
Raimundo Lourenço é aposentado e também passou a noite assustado, mas conseguiu salvar tudo que tem.
“Liguei a mangueira no poço e fui jogando água por baixo. Muitos vizinhos vieram me ajudar e, graças a Deus, a casa está em pé”, disse.
Nesta quinta-feira (1º), pelo quarto dia seguido, os bombeiros estiveram no local para tentar combater as chamas. O trabalho começou antes de o sol sair. Às 5h, 24 militares já estavam em meio à vegetação.
A assessoria de imprensa dos Bombeiros informou que existem três pontos de incêndio, mas ainda há fumaça em diversos locais e são feitas varreduras para evitar a reignição. Além dos bombeiros, seis policiais militares, 51 brigadistas, seis administradores e dois voluntários estão na linha de frente. A operação conta com seis viaturas, dois helicópteros e um avião.
Segundo os bombeiros, o fogo começou num distrito que fica a 500 metros do Parque Estadual da Serra do Cipó. As chamas avançaram para a área de proteção ambiental. Outros focos foram detectados próximo ao distrito de Altamira, em Nova União e também na parte leste da reserva.
A operação na Serra do Cipó, coordenada pelo Batalhão de Emergências Ambientais, não tem hora para terminar e, até a última atualização desta reportagem, continuava em andamento.

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line