Ideb: DF fica abaixo da meta de desenvolvimento em todos os níveis da educação básica


Redes pública e privada não cumpriram índice estabelecido em 2019, que era de 6,6. Nota, em Brasília, ficou em 6,5. Biiblioteca Carlos Drummond de Andrade, em Ceilândia, no Distrito Federal
Gabriel Jabur/Agência Brasília
Os estudantes do Distrito Federal tiveram nota abaixo da média estabelecida no Indice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), em todos os níveis de ensino, nas redes pública e privada. A avaliação, referente ao ano de 2019, foi divulgada nesta terça-feira (15), pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação (MEC.)
O Ideb é medido a cada dois anos, com base na avaliação do desempenho dos alunos do ensino fundamental e médio, nas disciplinas de português e matemática. Nos intervalos, os estados e o DF precisam cumprir metas individuais de crescimento das notas. O objetivo é levar o Brasil a atingir a mesma média de conteúdo de alunos de países desenvolvidos (OCDE).
O índice do Ideb é medido de 0 a 10, levando em conta a taxa de aprovação nas turmas e o desempenho das notas em prova do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). No DF, a nota nas séries inicias do nível fundamental – do 1º ao 5º ano – foi de 6,5, enquanto a meta era 6,6.
Apesar de não atingir o índice estabelecido de melhora do desempenho no biênio, o DF aparece entre as regiões com as melhores notas do país. As escolas da rede privada têm as maiores pontuações. (saiba mais abaixo). O G1 questionou a Secretaria de Educação sobre os resultados, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.
Ideb: Brasil atinge outra vez meta nas séries iniciais do ensino fundamental, mas ainda falha nos anos finais
Desde 2013, ensino médio não atinge o nível esperado de qualidade no Ideb
A capital federal está entre os três entes federativos que não conseguiram atingir a meta na fase inicial do ensino básico.Os outros estados são o Rio de Janeiro (nota 5,8 e meta 6,1), e Amapá (com nota 4,9 e meta 5,2).
Ensino Fundamental
Centro de Ensino Fundamental Queima Lençol, na Fercal, no Distrito Federal
Tony Winston/Agência Brasília.
Nos anos iniciais do ensino fundamental, o Distrito Federal ocupa a segunda melhor posição no ranking nacional, atrás apenas de São Paulo, com nota 6,7. Contudo, é o único que não atingiu a meta entre os melhores.
Notas e metas nos anos iniciais do ensino fundamental
São Paulo: nota 6,7 (meta 6,5)
Distrito Federal: nota 6,5 (meta 6,6)
Santa Catarina: nota 6,5 (meta 6,3)
Paraná: nota 6,5 (meta 6,4)
Minas Gerais: nota 6,5 (meta 6,5)
Já nos anos finais do ensino fundamental – do 6º ao 9º ano – o DF aparece na quarta posição, com nota 5,1.
Notas e metas nos anos iniciais do ensino fundamental
São Paulo: nota 5,5 (meta 5,9)
Ceará: nota 5,4 (meta 4,9)
Goiás e Paraná: notas 5,3 e (metas 5,3)
Distrito Federal: nota 5,1 (meta 5,6)
Ensino Médio
Estudantes de escola pública do Distrito Federal
Mary Leal/Secretaria de Educação
O ensino médio é a fase do aprendizado em que a capital está mais distante da meta, com nota 4,5 e índice estabelecido de 5,2.
No ranking nacional, a capital aparece em quarto lugar. Goiás é o único estado que atingiu a meta e divide a liderança da melhor nota com o Espírito Santo.
Notas e metas para o ensino médio:
Goiás: nota 4,8 (meta 4,8) e Espírito Santo: nota 4,8 (meta 5,3)
Paraná: nota 4,7 (meta 5,2)
São Paulo: nota 4,6 (meta 5,2)
Distrito Federal: nota 4,5 (meta 5,2)
Ideb: Brasil atinge meta nas séries iniciais do fundamental, mas falha nos anos finais
Escolas públicas e particulares
Ainda de acordo com a avaliação divulgada nesta terça-feira, as escolas públicas da capital concentraram 74% das matrículas em 2019, e tiveram notas inferiores em relação à rede particular. Veja:
Notas e metas do Ideb nas escolas públicas e particulares do DF
Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.
Leitores On Line