Ideb 2019: Ribeirão Preto melhora na educação básica, mas só ensino médio supera meta do MEC


Dados foram divulgados pelo Ministério da Educação nesta terça-feira (15). Em Franca, Sertãozinho e Barretos, meta foi superada em 2/3 dos quesitos avaliados. Escola em Ribeirão Preto (SP)
Ronaldo Gomes/EPTV
O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), divulgado pelo Ministério da Educação nesta terça-feira (15), aponta que a aprendizagem e a aprovação dos estudantes das redes estadual e municipal em Ribeirão Preto (SP) melhoraram nos ensinos fundamental e médio em 2019.
Mas apesar da evolução nos índices, a meta do MEC no ano passado nas duas etapas do fundamental não foi alcançada, sendo superada apenas no ensino médio.
De acordo com os dados do Ideb, nos anos iniciais do ensino fundamental (1ºao 5º), Ribeirão Preto teve nota 6,2. Mesmo alcançando o melhor desempenho desde 2005, a pontuação não atingiu a projeção para 2019, que era 6,5.
Brasil atinge meta nos anos iniciais do ensino fundamental, mas falha nos finais
Outro recorde na série histórica foi registrado pelo município na análise dos estudantes do 6º ao 9º ano, etapa final do ensino fundamental. A nota alcançada foi de 4,8, porém ainda é menor do que os 5,7 previstos para o período avaliado.
No ensino médio, índice medido pela primeira vez em 2017, o resultado superou a primeira avaliação, passando de 3,5 para 4,1. O valor também é maior do que a meta do MEC para o ano passado, que era de 3,7.
Outros municípios
A cada dois anos, estudantes de todo o Brasil são avaliados pelo Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Na prova, os alunos respondem questões de matemática e língua portuguesa.
As notas são relacionadas com a taxa de aprovação, feito pelo Censo Escolar em cada ano, e o resultado final do indicador sai de um cálculo entre esses dados analisados.
Em Franca (SP), Sertãozinho (SP) e Barretos (SP) a meta do MEC foi superada em dois dos três quesitos avaliados nas escolas públicas: anos iniciais do ensino fundamental e ensino médio.
Franca
O desempenho na análise do 1º ao 5º ano apresentou leve queda em relação a 2017 nas escolas públicas de Franca, passando de 7,2 para 7,1. Porém, ultrapassou a projeção para 2019, que era de 6,9 pontos.
Já entre o 6º e o 9º, a nota de 5,6 foi a melhor da série histórica, mas ficou abaixo dos 6,3 previstos para 2019.
Por fim, no ensino médio, o índice de 4,5 superou o de 2017 – 4,2 – e a meta para o ano passado, 4,4.
Sertãozinho
Em Sertãozinho, a nota do Ideb para os anos iniciais do ensino fundamental foi de 6,9. O índice é o segundo melhor na série histórica, perdendo apenas para 2017, que foi de 7,2, e superando a meta do MEC para o ano passado, que era de 6,7.
Na avaliação do 6º ao 9º ano, a nota 5,9 é a mais alta desde 2005. No entanto, ficou apenas um décimo abaixo da projeção para 2019, que era 6.
No ensino médio, o município alcançou 5,2, superando 2017 – 4,5 – e ultrapassando a meta de 4,7 prevista para o ano passado.
Barretos
A avaliação dos anos iniciais do ensino fundamental igualou a de 2017, atingindo 6,7 pontos e ultrapassando a meta do MEC para o ano passado, de 6,5.
Na análise dos anos finais, o índice foi o melhor desde 2005, com 5,6 pontos, mas esperava-se que em 2019 a nota seria de 5,8, dois décimos acima.
Por fim, no ensino médio, houve uma melhora em relação a 2017, passando de 4,3 para 4,7. A meta do ano, 4,5, também foi superada.
Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão Preto e Franca
Leitores On Line