Hospital Edson Ramalho relata superlotação ao CRM-PB, em João Pessoa


De acordo com documento enviado ao CRM-PB, hospital atendia, antes da pandemia, uma média de 1,6 mil pacientes por mês, e, agora, atende 4 mil. Hospital Edson Ramalho relata lotação ao CRM-PB, em João Pessoa
Rizemberg Felipe/Jornal da Paraíba
Uma superlotação foi relatada pela diretoria técnica do Hospital Edson Ramalho, em João Pessoa, ao Conselho Regional de Medicina (CRM-PB). De acordo com a assessoria do hospital, ainda será discutido se os atendimentos clínicos serão suspensos.
Segundo o CRM-PB informou nesta terça-feira (15), a diretoria do hospital comunicou que há 50 pacientes internados aguardando vagas no hospital ou em outra instituição de saúde. O documento também informou que antes da pandemia a unidade atendia, em média, 1,6 mil pacientes por mês, e agora atende 4 mil.
A diretoria do hospital declarou que será realizada uma reunião na quarta-feira (16) com o Secretário de Saúde de João Pessoa, Adalberto Fulgêncio, para tratar sobre a distribuição desse fluxo de atendimentos clínicos.
Ainda de acordo com a diretoria, só será decidido se haverá suspensão dos atendimentos clínicos após a reunião. O CRM-PB declarou que já notificou diretores de hospitais e UPAs, além da diretoria da Central de Regulação do Estado para discutir o fluxo de pacientes também irá até o hospital nesta quarta-feira (16) para verificar a situação.
Leitores On Line