Guedes convoca equipe e faz reunião de mais de três horas no Ministério da Economia

Reunião foi convocada para alinhar discurso da equipe econômica. Nesta semana, Bolsonaro criticou proposta divulgada pelo secretário especial de Fazenda sobre congelar aposentadorias. Paulo Guedes convoca reunião com secretários para dar ‘um freio de arrumação’
O ministro da Economia, Paulo Guedes, convocou a equipe de secretários e assessores da pasta para uma reunião na sede do ministério, em Brasília. O encontro começou às 19h e acabou por volta das 23h10.
Segundo apurou a GloboNews, a reunião foi convocada para alinhar o discurso da equipe econômica, evitando desencontros como a fala recente do secretário especial de Fazenda da pasta, Waldery Rodrigues.
>> Saiba mais abaixo quem participou da reunião.
No domingo (13), Waldery disse ao G1 que a equipe econômica chegou a estudar o congelamento de benefícios como aposentadorias e pensões a fim de criar o programa Renda Brasil, substituto do Bolsa Família. Outra medida discutida foi a redução do seguro-desemprego.
Nesta terça (15), contudo, o presidente Jair Bolsonaro disse que cogitar esse tipo de ação é um “devaneio”. Afirmou ainda que está “proibido” falar em Renda Brasil no governo dele.
“E a última coisa, para encerrar: até 2022, no meu governo, está proibido falar a palavra Renda Brasil. Vamos continuar com o Bolsa Família e ponto final”, afirmou Bolsonaro em um vídeo publicado em uma rede social.
“Congelar aposentadorias, cortar auxílio para idosos e pobres com deficiência, um devaneio de alguém que está desconectado com a realidade”, completou o presidente.
>> Veja no vídeo abaixo a análise da comentarista Cristiana Lôbo, da GloboNews, sobre a reunião de Guedes com a equipe econômica:
Cris Lôbo: ‘Reunião convocada por Paulo Guedes é para botar ordem na casa’
Quem participou da reunião com Guedes
Na saída do encontro, a secretária do Programa de Parcerias de Investimentos, Martha Seillier, se limitou a dizer que uma “reunião de trabalho” e que Guedes quer retomar as reuniões presenciais, até então feitas por videoconferência, em razão da pandemia do novo coronavírus.
Segundo a agenda de Paulo Guedes, participaram do encontro:
Marcelo Guaranys: secretário-executivo do Ministério da Economia;
José Tostes: secretário especial da Receita Federal;
Ricardo Soriano: procurador-geral da Fazenda Nacional;
Waldery Rodrigues: secretário especial de Fazenda;
Roberto Fendt: secretário especial do Comércio Exterior e Assuntos Internacionais (por videoconferência);
Bruno Bianco: secretário especial de Previdência e Trabalho;
Carlos Da Costa: secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade;
Diogo Mac Cord: secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados;
Caio Mario Andrade: secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital;
Martha Seillier: secretária especial do Programa de Parcerias de Investimentos;
Daniella Marques: chefe da Assessoria Especial de Assuntos Estratégicos;
Marcelo Siqueira: chefe da Assessoria Especial do ministro.
Leitores On Line