Grande Florianópolis planeja ampliar horário de funcionamento em bares, restaurantes e similares

Decreto em vigor atualmente permite que clientes entrem nos estabelecimentos da região até as 22h e permaneçam no local até 23h. As cidades da Grande Florianópolis planejam ampliar os horários de funcionamento em bares, restaurantes e similares, restritos por causa da pandemia de Covid-19. Atualmente, os clientes podem entrar nos estabelecimentos até as 22h e permanecer no local até as 23h. A região está em risco grave para a doença, conforme o mapa de monitoramento do governo estadual.
Na tarde desta sexta-feira (4), as prefeituras de Florianópolis, São José e Palhoça confirmaram ao site que está prevista a flexibilização das regras. Nenhum decreto com novas normas para o setor havia sido baixado até a publicação desta notícia.
Florianópolis
Florianópolis disse que pretende flexibilizar a medida para que os estabelecimentos fiquem abertos até meia-noite, mas não especificou se o horário será permitido para entrada ou permanência de clientes.
A administração municipal afirmou ainda que as regras devem ser publicadas em um decreto previsto para esta sexta. A data em que as novas regras devem entrar em vigor não foi informada.
Mapa: consulte o número de casos e mortes em Florianópolis
São José
Em São José, o horário dos estabelecimentos deve ser ampliado até a meia-noite, com permissão de música ao vivo. No entanto, segundo a prefeitura, a liberação deve valer a partir de segunda-feira (7).
Mapa: consulte o número de casos e mortes em São José
Palhoça
Palhoça informou que o município deve liberar novas medidas ainda nesta sexta-feira. Segundo o município, o prefeito havia sinalizado que ampliaria o horário de funcionamento e flexibilizaria outras restrições em vigor.
Mapa: consulte o número de casos e mortes em Palhoça
Biguaçu
A reportagem do site entrou em contato com a prefeitura de Biguaçu, mas ainda aguarda resposta.
Mapa: consulte o número de casos e mortes em Biguaçu
Setor quer flexibilização
O presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Raphael Dabdab, afirmou na manhã desta sexta que a flexibilização do horário de funcionamento é o principal pedido do setor.
Veja entrevista com Abrasel sobre preparação para a temporada
De acordo ele, a expectativa é que um novo decreto publicado pelas quatro maiores cidades da Grande Florianópolis flexibilize a restrição.
“A Abrasel protocolou uma sugestão, uma proposta técnica para que a questão do número de acentos e do número de horários comecem gradativamente, de acordo e respeitando os níveis de risco de contágios, a serem reduzidas”, disse.
Segundo Dabdab, quando foi autorizada a reabertura, os estabelecimentos estavam atendendo em média 30% do volume normal. No entanto, o número tem crescido, chegando atualmente de 40 a 60% do que seria normal. A expectativa para o feriado da Independência é que os locais tenham a capacidade permitida completa durante os três dias.
Initial plugin text
Veja mais notícias do estado no site SC