GP da Rússia: Com vitória de Bottas, recorde de Hamilton é adiado

O finlandês Valtteri Bottas venceu neste domingo, 27, o Grande Prêmio da Rússia de Fórmula 1. A vitória representa o segundo topo do pódio na temporada e o nono na carreira do piloto. O triunfo impediu que Lewis Hamilton, companheiro de equipe na Mercedes, igualasse o recordo de vitórias do alemão Michael Schumacher. Atual líder do campeonato, o britânico largou na pole position, mas terminou a prova em terceiro lugar após ser punido com o acréscimo de dez segundos ao seu tempo de corrida por ter treinado largada em locais proibidos. Com isso, Hamilton continua com 90 vitórias na carreira, uma a menos que o recordista e heptacampeão Schumacher.

Atrás de Bottas, que conquistou 26 pontos no fim de semana, Max Verstappen terminou a prova na segunda colocação. Mantendo a regularidade, o mexicano Sergio Pérez recebeu a bandeirada na quarta posição e continua pontuando em todas as corridas das quais participa em 2020 – ele ficou de fora nas duas provas em Silverstone, na Grã-Bretanha, por ter sido infectado pelo coronavírus. O australiano Daniel Ricciardo cruzou a linha de chegada em quinto lugar, duas posições à frente de seu companheiro da Renault, o francês Esteban Ocon. Entre os dois, em sexto, apareceu o monegasco Charles Leclerc, que pontuou pelo segundo GP consecutivo e atenuou a crise na Ferrari. O outro piloto da escuderia italiana, o alemão Sebastian Vettel, no entanto, ficou na 13º posição.

Completaram o top 10, da oitava à décima colocações, nessa ordem, o russo Daniil Kvyat e o também francês Pierre Gasly, ambos da AlphaTauri, e o tailandês Alexander Albon, da Red Bull. Os pilotos voltarão à pista daqui a duas semanas, no Grande Prêmio de Eifel, em Nürburgring. A corrida não recebe o nome de GP da Alemanha porque os direitos dessa “marca” estão com o circuito de Hockenheim, que neste ano não entrou no calendário da principal categoria do automobilismo. Rumo ao sétimo título, Hamilton lidera o Mundial com 205 pontos, e Bottas, vice-líder, cortou a desvantagem ao chegar a 161. Verstappen ainda é terceiro, agora com 128.

*Com Agência EFE

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line