Governo divulga protocolo sanitário para eventos de pequeno porte em Sergipe

Regras não se aplicam a condomínios residenciais, que devem seguir regras específicas. O governo de Sergipe divulgou no Diário Oficial do estado o protocolo sanitário para a realização de eventos sociais, corporativos, técnicos e científicos, além de celebrações como casamentos e formaturas. A publicação foi feita nesta segunda-feira (21), dia em que os eventos passam a poder ser realizados e podem ter até 100 pessoas, respeitando a capacidade de ocupação de até 50% do local.
De acordo com o governo, as atividades devem ser organizadas seguindo o distanciamento de 1,5 metros entre as pessoas; disponibilização de álcool em gel; utilização obrigatória de máscaras.
Em caso de eventos com mesas, deve haver distanciamento mínimo de 2 metros entre elas e 1 metro entre as mesas que compõem a mesa; no caso de utilização de cadeiras sem mesas, permanece o distanciamento de 1,5 m;
Os participantes deverão receber previamente informações sobre cuidados e medidas sanitárias do evento;
A compra de ingressos, check-in ou credenciamento deverão ser feitas de forma on-line ou mediada por tecnologia que evite a formação de filas e aglomeração; caso as filas existam, que seja com distanciamento adequado;
Deve ser incentivada a compra de ingressos por meio de cartão de crédito ou débito;
Na entrada deve haver medição de temperatura, sendo impedida a entrada de quem apresentar temperatura superior a 37,5ºC;
Fica proibido o serviço de manobrista;
É recomendado que pessoas do grupo de risco, incluindo as que têm mais de 60 anos, não frequentem os eventos;
Deve-se evitar a distribuição de materiais impressos como folhetos e folders;
Recomenda-se que o estabelecimento exiba mídias, vídeos ou apresentação vocal com as orientações sanitárias adotadas antes de cada sessão;
Deve haver limpeza entre uma sessão e outras. Também deve-se evitar o acúmulo de lixos em lixeiras; balcões, maçanetas e corrimãos devem ser higienizados com frequência;
Equipes de fotografia, cenografia e audiovisual devem evitar o compartilhamento de equipamentos e observar as regras para não gerar aglomerações de pessoas;
Palestrantes ou artistas devem ter microfones exclusivos, que devem ser higienizados a cada sessão;
Equipes de profissionais e fornecedores devem ter o menor número possível, sem prejuízo aos serviços contratados;
Eventos como stands ou feiras devem possuir layout que permuta o fluxo de entrada e saída em sentido único, devidamente sinalizado;
É proibido o uso de carpetes;
A organização deve estabelecer um cronograma de fornecedores para logística de carga e descarga, evitando-se aglomerações;
O número de banheiros disponibilizados deve considerar a quantidade de presentes no evento; locais devem ter tapetes sanitizantes, torneiras com sensores e lixeiras com pedais;
Alimentos devem ser vendidos ou fornecidos em porções individuais embaladas em materiais de fácil higienização;
Recomenda-se a disponibilização de embalagens para descartar ou guardar máscaras durante as refeições;
Coffee break devem ser servidos em porções individuais aos participantes em seus locais de assento; no caso de buffet, fica proibido o autosserviço, devendo um funcionário servir os participantes;
As lembranças, brindes e itens personalizados deverão ser entregues aos convidados em materiais de fácil higienização;
Não estão liberadas atividades que proporcione o contato físico entre participantes, como jogos coletivos e danças.
O governo ainda destacou que esse protocolo não se aplica a condomínios residenciais, que devem seguir regras específicas.
Initial plugin text

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line