Projeto vai monitorar presença do coronavírus no esgoto de Belo Horizonte e Contagem (MG)

A análise do esgoto é uma das formas de monitorar o contágio da população pelo novo coronavírus.

 

Para isso, foi lançado o projeto-piloto Monitoramento Covid Esgotos, que tem o objetivo de monitorar a presença do coronavírus nos afluentes de Belo Horizonte e Contagem, em Minas Gerais.

 

O assunto foi debatido nesta sexta-feira (22) em conferência coordenada pela Agência Nacional de Águas (ANA).

 

A iniciativa, que terá duração inicial de dez meses, é fruto de um termo firmado entre a ANA e vários institutos, além da Universidade Federal de Minas Gerais e outros órgãos do estado.

 

Marcus Tulius, da Companhia de Saneamento de Minas Gerais, disse que os estudos pretendem identificar alterações do vírus nas duas cidades mineiras. O plano é executado em fases.

 

Segundo os pesquisadores envolvidos na pesquisa, não há evidências da transmissão do vírus através das fezes.

 

A meta é mapear os esgotos para indicar áreas com maior incidência da transmissão. O plano é que o projeto seja implantado futuramente em outros estados.

Fonte: Rádio Nacional