Defensoria Pública vai representar família de João Pedro, jovem morto em operação no RJ

A Defensoria Pública do Rio de Janeiro vai representar a família do adolescente João Pedro Mattos Pinto, morto na última segunda-feira durante uma operação das Polícias Federal e Civil no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio.

Segundo a Defensoria, a orientação jurídica e a defesa nas esferas judicial e administrativa será realizada por integrantes do Núcleo de Defesa dos Direitos Humanos. O coordenador, Daniel Lozoya, dá mais detalhes.

A Defensoria já se reuniu por videoconferência com a família, para coletar informações das circunstâncias da morte. Segundo os relatos de parentes, João Pedro teria sido alvejado dentro de casa por agentes de segurança que teriam invadido a residência.

A Polícia Civil foi procurada sobre o andamento da investigação, mas até o fechamento dessa reportagem não obtivemos resposta.

Fonte: Rádio Nacional