GDF retira instalações irregulares do Setor Comercial Sul e recolhe itens de sem-teto


Ação faz parte do processo de revitalização da região. Durante operação, mulher foi presa por desacato e resistência. Policiais militares acompanharam a ação do DF Legal
Reprodução TV Globo
Operação da Secretaria de Estado de Proteção da Ordem Urbanística (DF Legal), em parceria com as forças de segurança da capital, retirou instalações irregulares do Setor Comercial Sul (SCS), no Distrito Federal. Neste sábado (19), as equipes recolheram itens de sem-teto na região.
De acordo com informações do Governo do DF (GDF), a ação faz parte da segunda fase do trabalho realizado por diversos órgãos do Executivo, para a revitalização do SCS. Barracas, roupas e coberturas foram recolhidas durante a manhã.
Setor Comercial Sul pode ser transformado em área residencial
Durante a operação, uma mulher apresentou resistência e precisou ser levada à 5ª Delegacia de Polícia, na Asa Norte. Ela foi autuada por resistência e desacato.
“Os resíduos inservíveis serão destinados à Unidade de Recebimento de Entulhos (URE), do Serviço de Limpeza Urbana (SLU). Já os materiais que ainda tiverem serventia para os mesmos serão levados ao depósito da pasta, onde ficarão passíveis de devolução”, destacou texto do Executivo.
Ainda segundo o texto do GDF, a Polícia Militar participou da ação para “garantir ordem e segurança de todos envolvidos”. Além disso, a Cidade da Segurança Pública permanecerá no local durante todo desdobramento da operação.
Auxílio
Ainda de acordo com o GDF, a Subsecretaria do Sistema de Defesa Civil oferece suporte de ajuda humanitária. O órgão faz cadastramento de pessoas para o recebimento de cestas básicas, colchões e cobertores. São contemplados apenas aqueles com endereço físico.
Além disso, entre 24 de agosto e 4 de setembro, a Cidade da Segurança Pública serviu como base para serviços oferecidos por diversos órgãos. Durante o período, por exemplo, a Polícia Civil emitiu 120 carteiras de identidade.
GDF apresenta projeto para imóveis residenciais no Setor Comercial Sul
Acolhimento
A Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) atua em diversos pontos da capital para acolher sem-teto. De acordo com a pasta, serviços de atendimento especializados são oferecidos às pessoas que tiverem interesse. Elas poderão receber encaminhamento psicossocial ou serem levados para centros de atendimento ou no núcleos de acolhimento.
“As pessoas em situação de rua instaladas no Setor Comercial Sul também poderão ter acesso aos servidos oferecidos pelo GDF”, ressaltou a Sedes.
A pasta informou que, devido à pandemia da Covid-19, sem-teto foram encaminhados à alojamentos provisórios para cumprir a quarentena. Eles foram instalados no Autódromo de Brasília e em Ceilândia, que têm capacidade para acolher até 200 pessoas.
Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.