Fundação Cultural Camponovense produz material “Visitando o Museu Sebastião Paz de Almeida”

O vídeo tem por objetivo levar à comunidade, principalmente em tempos de Pandemia, acesso ao Acervo Histórico e Cultural do Museu

Diante do período de pandemia, onde não se vê a curto prazo, a normalização das atividades que possibilitem aglomeração, bem como livre acesso às visitações, o Museu Sebastião Paz de Almeida segue fechado para o público. Apesar do cenário de adversidades, no entanto, a Fundação Cultural Camponovense, setor que contempla a Cultura do município, por meio de sua Superintendente Camila Girardi Borges e equipe, realizaram um trabalho que possibilita à comunidade fazer uma “Visitação” on-line, ao Museu Sebastião Paz de Almeida, Edifício Centenário que, há 39 anos, se tornou Museu Arqueológico e Histórico.

Mais do que impedir o acesso de pessoas a estes locais, a Pandemia impossibilitou a realização da Tradicional Semana Nacional do Museu, que ocorre em maio. Para este ano, devido ao cronograma e temática, sem a população para contemplar a história e atividades previstas, o evento perdeu sua finalidade e brilho e acabou sendo cancelado.

Ainda, considerando o aniversário de 39 anos do Museu, ocorrido no último 25 de Junho, se viu como necessidade e merecimento ao prédio, à história, à Cultura, e em respeito às famílias que contribuíram com doações de peças ao Museu, dar o devido prestígio a esse conjunto que muito relata, da origem à experiências contemporâneas de nossa cidade.

“Deste modo, a fim de levar Cultura à sociedade, contemplar nosso acervo, e em respeito a todos que sempre nos confiaram suas preciosas peças e a história que existe por trás de cada uma delas, resolvemos elaborar um material rico, através de vídeo narrado e minuciosamente produzido que certamente, além de representar uma bela vitrine, emocionará todas as gerações, em principal aos saudosos e amantes da História local”, comentou Camila Borges.

Para elaboração deste material, a Fundação Cultura Camponovense contou com a riquíssima contribuição da Sra. Enedy Padilha da Rosa, historiadora, pessoa ilustre e muito conhecida no município, com a narração do Jornalista Orli Ricardo, além da produção musical dos professores da Fundação Cultural Acacio Antunes (piano) e Simão Wolf (violino), que encerraram a “Visitação” simulada, com trecho instrumental do Hino do Município de Campos Novos.

“Agradecemos, igualmente, todos os demais profissionais da Administração que contribuíram na prestação do seu serviço, que possibilitou realizar um material de qualidade e à altura do Museu Sebastião Paz de Almeida”, finalizou a Superintendente Camila Girardi Borges.

Com Agências