Frente fria derruba temperatura na cidade de SP nesta noite, mas calor deve voltar na quarta


Ventos fortes foram registrados em pontos da cidade no início da noite, após tarde quente. Segundo meteorologistas, céu alaranjado foi causado pela fuligem das queimadas do Pantanal e também do estado, que aumentaram a poluição. Céu alaranjado na cidade de São Paulo nesta segunda-feira (14).
Reprodução/TV Globo
Após mais um dia de calor, com máxima que chegou aos 32,4 ºC nesta segunda-feira (14), uma frente fria que vai passar pelo litoral paulista deve derrubar a temperatura na cidade de São Paulo a partir da madrugada desta terça-feira (15). Fortes ventos já foram registrados em alguns pontos da cidade no início da noite.
Os ventos devem trazer umidade e ar gelado do mar para o continente. As rajadas podem chegar aos 70 km/h (velocidades a partir de 60 km/h já são consideradas ventos fortes). Na terça-feira, a previsão é de que a máxima não passe dos 23 ºC e a mínima é de 16 ºC.
O calor já deve voltar na quarta-feira (16), quando a previsão é de mínima de 15 ºC e máxima de 32 ºC e o tempo volta a ficar seco.
A cidade de São Paulo passa por dias de poluição acima da média, de acordo com o monitoramento com laser feito pelo Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen). As queimadas no Pantanal e falta de vento e chuva fizeram a camada de poluição sobre São Paulo dobrar, de acordo com o instituto.
Segundo meteorologistas, a fuligem de poluição é a causa do céu alaranjado que pôde ser observado na capital paulista no fim da tarde desta segunda.
Outro efeito do calorão dos últimos dias é a infestação de pernilongos. Um abaixo-assinado online organizado por moradores da Zona Oeste já reuniu mais de 17,3 mil assinaturas. O documento cobra ações do município contra a proliferação dos insetos, principalmente nas regiões próximas ao Rio Pinheiros.
Calor favorece proliferação de pernilongos
Sábado de recorde
Neste sábado (12), a capital paulista registrou a tarde mais quente do ano com 34,1ºC, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE).
A máxima superou os 33,7ºC registrados no dia 1º de janeiro. A temperatura está muito elevada para a época. Segundo o CGE, a média das máximas para setembro é de 25,6ºC.
Movimentação na região do Alto de Pinheiros em São Paulo (SP), neste sábado (12). Termômetros no local registram 34ºC.
RONALDO SILVA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Também foi a tarde mais seca do ano. O índice médio foi de 21,8%, abaixo dos 23,4% da última quinta (10). Em Cidade Ademar, na Zona Sul, chegou a 17,1%.
A Defesa Civil decretou estado de alerta.
Leitores On Line