Filho de Márcio França vai a evento com Bolsonaro em meio à polêmica de aproximação do pai com o presidente

Depois de Márcio França, pré-candidato do PSB à Prefeitura de São Paulo, ter que explicar aos aliados no campo da esquerda sua foto com Jair Bolsonaro (sem partido) em inauguração na Baixada Santista no mês passado, seu filho, o deputado estadual Caio França (PSB), esteve com o presidente nesta quinta-feira (3) em evento no Vale do Ribeira, região onde atua.

Procurado pelo Painel, Caio afirma que sua presença no palanque de Bolsonaro, que passou a infância no Vale do Ribeira, não vai reacender a celeuma em torno da aproximação de França com o presidente. O deputado diz que o encontro foi institucional.


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante evento na cidade de Pariquera-Açu, no Vale do Ribeira. À esquerda de Bolsonaro, o primeiro homem, de camisa azul claro e barba, sem máscara, ao fundo, é Caio França
Adriano Vizoni – 3.set.2020/Folhapress

Caio declarou que, depois da Baixada Santista, o Vale do Ribeira é sua segunda base eleitoral e, por isso, não tinha como deixar de comparecer ao evento em que Bolsonaro apresentou projetos para construção de duas pontes com verbas federais.

“Não acredito [que a presença no evento passe o recado de apoio a Bolsonaro]. Não posso deixar que questões partidárias e ideológicas se sobreponham ao desenvolvimento da região. Sou o deputado estadual mais votado do Vale do Ribeira, meus avós nasceram lá. Quem me conhece sabe da minha atuação na região”, afirmou.

Procurado pelo Painel, Márcio França afirmou que não tinha o que acrescentar. O pré-candidato vem declarando que o encontro com Bolsonaro em São Vicente (SP), em visita às obras de uma ponte, não teve tom político e sim a intenção de tratar da ajuda ao Líbano —a mulher de França, Lúcia, é descendente de libaneses.

A aproximação de França com Bolsonaro, visando o voto dos apoiadores do presidente em São Paulo e se contrapondo a João Doria (PSDB), adversário político de ambos, desagradou internamente parte do PSB e do PDT, a principal sigla de sua coligação na eleição municipal. Os dois partidos de esquerda fazem oposição ao presidente no plano federal.

Seguindo a mesma linha do pai, Caio fez críticas a Doria e elogios a Bolsonaro em relação à atuação no Vale do Ribeira. “Eu tenho críticas ao governo do estado e ao Vale do Futuro [projeto de Doria para a região]. Em 50 anos, Bolsonaro é o primeiro presidente a ir ao Vale do Ribeira, uma região carente que não pode perder a oportunidade de ter essa relação [com o presidente] e tentar prosperar”, disse.

O presidente do PSB, Carlos Siqueira, afirmou ver com naturalidade a presença de Caio em um evento institucional. “Não consigo entender a especulação em torno de uma coisa politicamente inexistente. Não tira pedaço ir a evento ou participar de conversas com o presidente, seja ele quem for. Márcio França não é vira-casaca.”

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line