Família multiplica dinheiro do auxílio com quentinhas: R$ 6 mil

Família unida e empreendedora. A dona Maria Célia de Souza e as filhas usaram o auxílio emergencial do governo para abrir um negócio doméstico e em pouco tempo conseguiram multiplicar o dinheiro.

Em plena pandemia, elas começaram a fazer comida na cozinha de casa para entregar marmitas. Com isso já as quatro já faturam até R$ 6 mil por mês.

Mas não tem moleza. O serviço começa logo cedo. A mãe trabalha no fogão, duas filhas montam as quentinhas e a terceira fica no caixa. Todas com tocas, máscaras e uniformizadas.

As entregas são feitas por um rapaz de bicicleta, nos bairros mais próximos de Araguaína, em Tocantins, onde a família mora.

Como a comida da dona Maria Célia Sousa é boa, a notícia correu de boca em boca e agora todos os bairros da cidade já pedem as quentinhas. O negócio deu certo.

Oportunidade

A ideia foi de dona Maria, que viu na crise uma oportunidade de dar o pulo do gato.

Como a mãe e as três filhas ficaram desempregadas, com situação financeira apertada, as quatro decidiram utilizar o dinheiro do auxílio emergencial de R$ 600 para realizar um sonho antigo e abrir um negócio.

“Foi uma luz. Uma coisa de Deus. Porque eu não tinha de onde tirar. Era um sonho que eu tinha. E aí quando saiu esse auxílio o que veio no meu coração, o que Deus colocou no meu coração é que era pra eu multiplicar”, conta.

O sucesso

Parte do sucesso se deve à mãe, que já tinha experiência na área de alimentação porque trabalhou como cozinheira por cinco anos.

Só que dona Maria nunca conseguiu juntar dinheiro para abrir o próprio restaurante.

Hoje elas já pensam em ampliar o negócio e abrir um restaurante com sede física.

“Só não tô tendo a condição de fazer. Mas eu vou fazer, em nome de Jesus, aqui na frente”, prometeu a empreendedora.

Dona Maria e as filhas - Foto: reprodução / TV AnhangueraDona Maria e as filhas – Foto: reprodução / TV Anhanguera

Dona Maria e as filhas - Foto: reprodução / TV Anhanguera
Dona Maria e as filhas – Foto: reprodução / TV Anhanguera

Montando um prato - Foto: reprodução / TV Anhanguera
Montando um prato – Foto: reprodução / TV Anhanguera