Falso policial civil é preso após tentar estuprar mulher em SP

Caso será investigado pelo 34º DP (Butantã)

Caso será investigado pelo 34º DP (Butantã)

Um falso policial civil foi preso suspeito de tentativa de estupro, na região do Campo Limpo, zona sul de São Paulo, na noite desta terça-feira (9). O comerciante, de 36 anos, teria tentado abusar sexualmente de uma mulher no último sábado (05). Ela reconheceu o agressor na delegacia.

À Record TV, a vítima contou que foi abordada por um homem pilotando um Fiat Uno vermelho, que alegou ser policial civil. Ainda de acordo com a vítima, em seguida o homem teria tentado o abuso. Ele teria desistido depois da vítima pedir socorro para vizinhos da rua onde estavam.

Com medo, o falso policial fugiu, mas a placa do carro dele foi informada à Polícia Militar. Nesta terça-feira (8), o carro dele foi flagrado pelo sistema Detecta, da PM e a equipe mais próxima foi acionada. Quando foi abordado, ele mostrou uma pistola falsa e, mais uma vez, disse que era policial civil.

Questionado sobre a documentação do revólver e a identificação da Polícia Civil, o homem informou que toda a sua documentação fora perdida. Sem conseguir sustentar a história, o comerciante confessou que a arma era falsa e ele nunca exerceu a função de policial civil.

Conduzido ao 89º DP (Portal do Morumbi), ele foi reconhecido pela vítima – que sofreu a tentativa de abuso sexual – onde prestou depoimento e foi liberado. O caso foi registrado como ameaça.

O caso foi registrado pelo 89º DP, mas é investigado pelo 34º DP (Butantã). A SSP (Secretaria de Segurança Pública) informou que o caso foi registrado como ameaça e não como tentativa de estupro, por isso o homem foi ouvido e liberado.

Com Agências