Expertise palhocense em empreendimento de ponta

A palhocense Nara Schutz está coordenando o projeto de implantação do maior shopping a céu aberto do país, o VivaPark Open Shopping. O empreendimento integra um projeto do bairro-parque que está sendo construído em Porto Belo, no litoral catarinense. Serão criadas opções a céu aberto nas áreas de lazer, entretenimento, cultura e gastronomia.

A Vokkan Urbanismo está à frente do projeto. “A Vokkan valoriza a rua como palco da vida. Temos como missão resgatar a simplicidade de viver bem e é com este propósito que trazemos para o bairro-parque este conceito moderno de comércio integrado ao dia a dia da comunidade. Queremos ajudar a transformar vidas por meio do urbanismo, da cultura e da arte. A Vokkan Urbanismo está muito feliz em trazer para Porto Belo o VivaPark Open Shopping, um lugar de encontro e convívio, um shopping a céu aberto que integra natureza e arquitetura de forma orgânica, criando destinos, gerando emprego, renda e desenvolvimento”, explica Jessica Volaco, sócia da Vokkan Urbanismo e empresária que está à frente do projeto do open shopping.

O open shopping foi projetado tendo a premissa do urbanismo de comércio, com foco na escala humana valorizada, seguindo uma tendência mundial de shopping a céu aberto, onde a arquitetura está entrelaçada entre o convívio e o mix. “Pensamos primeiro nas pessoas, nos usos, nos espaços coletivos e, por fim, nos prédios”, explica Jessica.

A empresária destaca ainda que o projeto respeita, como prioridade, as pessoas, pois o novo consumidor tem uma expectativa muito maior pela experiência. Para atrair o consumo neste local é fundamental dar a sensação de extensão das praças que compõem o bairro-parque, despertando o interesse do público final para conhecer todo o complexo. “Socialmente, irá gerar um grande impacto de transformação visual também para os vizinhos. Teremos toda uma região positivamente contemplada, e este é o nosso objetivo: agregar e promover o que de temos de melhor”, completa Jessica Volaco.

Construção do mix

O projeto do open shopping está sob a coordenação da palhocense Nara Schutz, que tem mais de 20 anos de experiência no segmento, na curadoria da construção de mix para projetos a céu aberto. Nara é reconhecida no mercado por sua atuação em grandes grupos como Aliansce Shopping Centers, grupo Almeida Júnior e Grupo Porto Belo, onde desenvolveu todo o planejamento e o mix do Passeio Pedra Branca e a implantação do primeiro open shopping do Sul da Ilha, em Florianópolis, o Multi Open Shopping.

A profissional se destacou por sua atuação de sucesso e promete transformar o novo desafio em um case brilhante que auxilie a comunidade na busca por qualidade de vida. “O VivaPark é um desafio e uma proposta de vida. Certamente, um dos grandes pontos relevantes é ele estar inserido dentro de um bairro aberto para todos, onde acreditamos que o fluxo será um sucesso, tanto pela qualidade de mix, dos visitantes e, principalmente, pelas experiências”, explica Nara.

O mix está sendo construído de forma colaborativa. “É esta relação entre o comércio e as diferentes formas de habitar a cidade que veremos no VivaPark Open Shopping. O comércio deve se transformar em uma atividade urbana, que ganhou nova importância no processo de seu planejamento, dado o seu potencial para regenerar os centros urbanos. E aqui, este será o ingrediente que trará vitalidade e irá gerar dinâmicas de consumo e enormes potenciais para a criação da atração de novos negócios”, justifica Nara Schutz.

Além do urbanismo de comércio, outro ponto a ser destacado é que o VivaPark Open Shopping estará integrado em sua totalidade nos mais de 900 mil metros quadrados do bairro-parque, e inserido nos mais de 70 mil metros quadrados do parque público.

Funcionamento do mix

No VivaPark Open Shopping, as lojas não serão vendidas: elas terão a administração coordenada pela Vokkan. “Isso porque, para a qualidade de mix e do conceito, é necessário haver uma gestão de eficiente. A maioria dos empreendedores do Brasil constrói uma obra linda, porém, na sua maioria, sem escala e sem gestão de mix. Por isso, a nossa expertise já chega a quase 20 anos construindo os melhores destinos conectados com boas experiências que proporcionam paz e felicidade”, pondera Nara.

O projeto também é pautado em pesquisas sobre a região. “Realizamos um grande estudo na região para entender onde estamos, qual o comportamento e como o nosso propósito dialoga com esta comunidade e suas necessidades. Diante disso, entendemos que o nosso propósito, que é o de resgatar a simplicidade do viver bem, se encaixa perfeitamente na região”, comenta Jessica Volaco, empreendedora que há 29 anos mora e desenvolve projetos na região.

Consumo de experiência

Pesquisa realizada pela Abrasce mostra que 70% dos consumidores buscam experiência de consumo e, cada vez mais, o mercado precisa estar atento a este movimento de mercado e do novo perfil do consumidor.

Os consumidores engajados se preocupam com os funcionários de uma empresa e com as causas que as organizações apoiam e defendem. O estudo Autheticity Gap, da Fleishman Hillard, mostra também que 70% dos consumidores optam por produtos e serviços de empresas que gerem impacto social e ambiental. “E aqui se insere nossa preocupação com a escala humana e, pensando nisso, vamos ao encontro da tendência mundial, as pessoas hoje buscam bem-estar e qualidade de vida”, reforça a diretora comercial, Nara Schutz.

Life center

Desta forma, todo o projeto posiciona-se também inserido no conceito de life center, um espaço planejado que conjuga as facilidades e o conforto de um open shopping com o ambiente tranquilo e saudável de um parque. “Além de propiciarmos destinos de lazer, de convívio, também iremos implantar um potente destino comercial. Na forma que está sendo construído, atenderá à demanda apontada pela pesquisa de mercado realizada pela Urban System e Brain Inteligência Estratégica, para fundamentalmente atender à demanda econômica do VivaPark e de toda a região da Costa Esmeralda”, pontua Nara.

A empresária Jéssica Volaco destaca ainda a liquidez da região: “Temos o mercado imobiliário mais aquecido do Brasil. O PIB de Santa Catarina cresce quatro vezes mais que a média nacional e, dados recentes nos mostram que, em 2019, Itapema lançou o mesmo número de unidades residenciais para vender do que Curitiba: Itapema liquidou 80%, e Curitiba, apenas 50%. Importantes ressaltar que Itapema tem 70 mil habitantes e Curitiba 3 milhões de habitantes”.

Além disso, e somando a todo o potencial do projeto, o VivaPark Open Shopping está inserido em uma grande área de influência, com uma população na ordem de 700 mil habitantes. “E, se pensarmos no turismo, temos cifras como 4,5 milhões de turistas que visitam a Costa Esmeralda”, finaliza a empreendedora da Vokkan Urbanismo.

Expertise palhocense em empreendimento de ponta

Expertise palhocense em empreendimento de ponta

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line