Ex-primeiro-ministro italiano está em fase delicada da covid-19

Berlusconi deu entrada no hospital San Raffaele, em Milão, na sexta-feira (4
)

Berlusconi deu entrada no hospital San Raffaele, em Milão, na sexta-feira (4
)

EFE/EPA/Mourad Balti Touati

O ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, doente com coronavírus e internado na noite de 4 de setembro em um hospital de Milão, evolui regularmente, embora se encontre em uma fase delicada devido à infecção pulmonar que sofre, explicou hoje seu médico pessoal Alberto Zangrillo, que trabalha naquele hospital.

Zangrillo disse aos jornalistas na porta do hospital que “o paciente está tranquilo” e que a fase em que se encontra “é delicada”, já que a infecção pulmonar que está “merece uma terapia adequada e leva seu tempo próprio”.

No entanto, o médico destacou que Berlusconi responde “de forma ótima ao tratamento” e esclareceu que isso não significa clamar vitória, pois pertence à categoria considerada mais frágil “, segundo informações locais.

Zangrillo mostrou” otimismo cauteloso “. e esclareceu que neste domingo não haverá outras comunicações sobre o estado de saúde do ex-primeiro-ministro.

Berlusconi deu positivo para coronavírus no dia 2 de setembro após passar por um teste na Itália quando voltou a Arcore, perto de Milão, de uma viagem de França, onde visitou a filha mais velha, Marina.

Anteriormente, foi realizado outro teste, que deu negativo, ao saber que o empresário Flavio Briatore, seu amigo e com quem tivera um encontro na Sardenha, estava infectado.

Zangrillo explicou na sexta-feira que Berlusconi não apresentou sintomas quando fez o teste que mostrou que estava infectado e que recomendou sua internação no dia 3 de setembro por precaução, após constatar que tinha uma leve doença pulmonar.

Berlusconi tem 83 anos e já sofreu de doenças cardiovasculares.

Dois de seus filhos, Bárbara, 36, e Luigi, 31, além de sua atual parceira, a deputada Marta Fascina, 30, também testaram positivo para coronavírus.

Leitores On Line