Ex-modelo acusa Trump de abuso sexual


A ex-modelo Amy Dorris descreveu ao jornal inglês ‘The Guardian’ um incidente em 1997 no qual Trump teria a agarrado e beijado à força. Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fala em entrevista coletiva na Casa Branca em setembro de 2020
Susan Walsh/AP
Donald Trump foi acusado de ter usado força para tentar beijar e agarrar a ex-modelo Amy Dorris em 1997, durante o torneio de tênis do US Open. Os advogados do presidente dos Estados Unidos negam que isso tenha acontecido.
O jornal inglês “The Guardian” publicou o relato de Dorris nesta quinta-feira (17). Na época dos fatos, ela tinha 24 anos e namorava Jason Binn, um amigo de Trump.
O casal foi convidado a ir ao camarote de Trump no estádio onde era disputado o US Open. Amy afirma que foi ao banheiro e, quando saiu, o atual presidente dos EUA a aguardava. “Inicialmente, pensei que ele estava esperando para ir ao banheiro, mas não era o caso, infelizmente.”
Ela afirma que houve um breve diálogo entre os dois em que ela, rindo sem graça, pediu para que ele se afastasse. Trump, então, teria usado a força para se impor. Amy afirma que pediu para ele parar, mas isso não aconteceu.
“Ele enfiou a língua na minha boca, e eu estava o empurrando. Foi quando ele começou a apertar com mais força, e as mãos dele passaram a grudar em mim, pelas minhas nádegas, meus seios, minhas costas, tudo. Eu estava no controle dele e não conseguia sair. Não sei qual nome se dá à situação de colocar a língua na boca de alguém. Eu empurrei para fora com meus dentes.”
Advogados de Trump negam o incidente
Na época, Trump tinha 51 anos. Ao jornal, os seus advogados afirmaram que não houve comportamento inadequado de Trump no camarote. Se algo houvesse ocorrido, haveria testemunhas, eles disseram.
Amy e seu namorado foram a outros eventos nos dois dias seguintes –voltaram ao camarote para ver outros jogos de tênis e participaram do velório do estilista Gianni Versace.
Os advogados afirmaram que não se pode acreditar que ela iria, voluntariamente, continuar a conviver com Trump.
A acusadora diz que ela estava longe de sua cidade, não tinha dinheiro e nem um lugar para ir.
Veja um vídeo de 2017, sobre outras acusações de assédio contra Trump.
Três americanas que acusam Trump de assédio sexual pedem investigação
Leitores On Line