Neste sábado (5), é celebrado o Dia da Amazônia, que tem o objetivo de chamar atenção para o bioma que inclui a maior floresta tropical do planeta e é extremamente rico em biodiversidade.

Para enaltecer a importância da data e, principalmente, alertar para o desmatamento e queimadas que corroem a Floresta Amazônica, eventos e festivais online estão programados para o sábado. CLAUDIA selecionou alguns deles:

Amazon Alarm

A organização Greenpeace e as produtoras independentes Flow, do Brasil, e Flake, da Noruega, se uniram para realizar um evento online beneficente no sábado com shows ao vivo. Por meio da música, o intuito é chamar atenção para o aumento do desmatamento e queimadas na Amazônia nos últimos anos.

No último ano, entre agosto de 2019 e julho de 2020, houve um aumento de 34,5% nos alertas de desmatamento em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). As queimadas neste ano são 45% maiores do que a média de dez anos e 35% maiores do que nos últimos três anos, de acordo com relatório realizado pela organização ambiental WWF e o Boston Consulting Group (BCG).

View this post on Instagram

A post shared by Greenpeace Brasil (@greenpeacebrasil) on Sep 1, 2020 at 5:08am PDT

O festival reúne artistas do Brasil, Estados Unidos e Noruega para performances ao vivo. AURORA e Boy Pablo, da Noruega; Donavan Frankenreiter, dos Estados Unidos; Nina Oliveira e Agnes Nunes, do Brasil, são alguns dos nomes da música independente que integram o line up – a programação completa está no site do evento.

Continua após a publicidade

A transmissão começará às 15h no horário de Brasília e 20h na Noruega, também via site oficial. Os recursos arrecadados serão destinado aos povos indígenas, que protegem a riqueza natural da floresta. O valor será transferido para a Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB), que se mobiliza para colaborar com a sobrevivência indígena..

Ato virtual “Defender a Amazônia é defender a vida”

O Movimento Atingidos por Barragens (MAB), a Associação dos Povos Indígenas (Apib), a Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam), a Terra de Direitos, o Conselho Indigenista Missionário Nacional (CIMI Nacional), o Conselho Nacional de Igrejas e a Mídia Ninja se juntam em ato nacional e virtual pela defesa da Floresta Amazônica.

“Defender a Amazônia é defender a vida” trará, por meio de uma live, lideranças comunitárias atingidas pelo desmatamento e por outros problemas ambientais, como Ângela Mendes, ativista e neta do ambientalista Chico Mendes; o ator Paulo Betti; Dom Roque, presidente do CIMI Nacional; Carmen Foro, secretária-geral da Central Única dos Trabalhadores (CUT). Participarão também lideranças indígenas como Sônia Guajajara e Almir Suruí.

O evento terá início às 16h e poderá ser acompanhado nas redes sociais das organizações envolvidas.

View this post on Instagram

A post shared by MAB (@atingidosporbarragens) on Sep 2, 2020 at 8:22am PDT

Fundação Amazonas Sustentável: Como a Amazônia cuida da gente?

No sábado (5), a Fundação Amazonas Sustentável (FAS), em parceria com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Amazonas (Sema), realizará a live Como a Amazônia cuida da gente?, por meio dos perfis no Instagram @fasamazonas e @semaamazonas. A programação faz parte do projeto Áreas Protegidas, executado pela FAS e Seman, com financiamento do Andes Amazon Fund.

A live contará com Virgilio Viana, presidente da FAS, e de Eduardo Tavera, secretário da Sema. Ambos responderão perguntas dos seguidores relacionadas ao meio ambiente, a partir das 10h, no horário de Manaus (11h no horário de Brasília).