EUA investigam pacotes de sementes misteriosas vindos da China


Produto chega às casas de americanos sem ter sido comprado. Chineses afirmam que envios podem ter sido fraudados. Especialista alerta que cultivo de sementes vindas de outro país pode causar problemas para produções locais. Pacote de sementes misteriosas vindo da China

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, em inglês) abriu uma investigação para apurar a chegada de diversos pacotes de sementes misteriosas vindos, em sua maioria, da China.
O USDA disse que identificou mais de uma uma dúzia de espécies de plantas, em sacos de sementes não solicitados e que chegaram nas casas de milhares de americanos.
“O Serviço de Inspeção de Sanidade Animal e Vegetal do USDA (Aphis) está trabalhando em estreita colaboração com a Alfândega e Proteção de Fronteiras do Departamento de Segurança Interna, outras agências federais e departamentos estaduais de agricultura para investigar a situação”, disse o departamento, em nota, nesta quinta-feira (30).
Segundo a agência de notícias Reuters, embora boa parte das plantas pareça ser inofensiva, especialistas alertam que as sementes vindas de outras partes do mundo podem prejudicar a produção de commodities agrícolas locais, como soja e milho (leia mais abaixo).
Pacote de semente misteriosa que chegou aos Estados Unidos
USDA APHIS via REUTERS
O Aphis está instruindo as agências estaduais a coletar as sementes e enviá-las para análise. A agência disse na quarta-feira (29) que identificou 14 espécies diferentes de sementes, mas observou que ainda está no início do processo.
O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China disse que os envios parecem ter sido falsificados.
Alerta também no Canadá
Os pacotes também foram divulgados no Canadá, onde a Polícia Provincial da Região Central de Ontário postou um alerta no Facebook na quarta-feira (29) contra “sementes estrangeiras enviadas pelo correio da China ou Taiwan”.
Initial plugin text
O Departamento de Agricultura e Serviços ao Consumidor da Flórida disse que recebeu 1.209 denúncias sobre as sementes, com 300 telefonemas apenas na quinta-feira.
Os departamentos estaduais de agricultura também relataram pacotes postados do Uzbequistão e Quirguistão, embora a maioria seja da China.
A maioria dos estados está pedindo às pessoas que relatem os pacotes ao departamento agrícola estadual, que enviará os inspetores para coletá-los.
Tática para venda online
O Departamento de Agricultura americano disse que os pacotes provavelmente fazem parte de tática na qual as pessoas recebem itens não solicitados de um vendedor que, em seguida, publica avaliações positivas falsas de clientes para aumentar as vendas.
Pode prejudicar outros cultivos
Uma preocupação é o que parece ser um revestimento desconhecido, possivelmente inseticida ou fungicida nas sementes, de acordo com Robin Pruisner, oficial estadual de controle de sementes em Iowa, o principal estado de cultivo de milho nos EUA.
Pruisner disse que tratamentos desconhecidos de sementes podem danificar as plantações.
“As pessoas me descrevem que as sementes são revestidas com algo roxo. Ainda não as tenho em minhas mãos, mas soa muito como um tratamento de sementes”, disse ela.
Pruisner disse que recebeu 297 relatórios de sementes recebidas até a tarde de quinta-feira.

Leitores On Line