Entrevista com o humorista Geraldo Magela “O Ceguinho”


Geraldo Sebastião Magela Dias, “O Ceguinho”, é o mais famoso artista com deficiência visual do Brasil. Em 2013 comandava espetáculos de humor e atuava como apresentador do programa “Graffite”, transmitido diariamente pela rádio 98fm de Belo Horizonte.

Natural da capital mineira, Geraldo nasceu em 10 de maio de 1958 com retinose pigmentar, uma doença degenerativa: enxergava muito mal e foi lentamente piorando até perder a visão por completo. Na adolescência foi vendedor de picolé, carregador de feira, trabalhou em lojas e chegou a vender loteria.

Usando da cegueira como maior combustível para o seu bom humor, iniciou a carreira artística convidado pelo radialista Aldair Pinto para fazer imitações em seu programa, em Minas Gerais. Passou posteriormente pela Rádio Inconfidência, Rádio Capital e Rádio Itatiaia.

Depois, deu as caras na Rede Minas de televisão como apresentador do programa “Rancho Fundo”. Estreou no teatro com a peça “Radioatividade” e, no ano de 1996, lançou na atração do SBT “Jô Soares Onze Meia” o show que o consagrou, “Ceguinho é a Mãe”.

Ganhou visibilidade na mídia nacional e nos palcos, estrelando diversos shows teatrais. Na TV, fez sucesso no papel do aluno “Zé do Banjo”, da “Escolinha do Barulho”, que tinha no elenco nomes como Castrinho, Jorge Loredo, Marcos Plonka e Tiririca. Em 1998 marcou presença nos estádios da França como “olheiro oficial da Seleção Brasileira” durante a Copa do Mundo de futebol.

O humorista faz piadas sobre cegos e conta muitos causos nos shows que faz pelo Brasil. E é assim também na tv e no rádio. Ceguinho é a Mãe é o nome do show. Geraldo tem canal no youtube: Magela Ceguinho. Faz palestras motivacionais : Um cego de olho no futuro.

Leitores On Line