Empresas serão selecionadas para instalar oficinas de trabalho na penitenciária de Imbituba e nos presídios masculino e feminino de Tubarão

Um edital de Chamamento Público foi lançado pela Secretaria de Estado da Administração Prisional e Socioeducativa para a seleção de empresas parceiras interessadas em montar oficinas de trabalho na Unidade Prisional Avançada de Imbituba e nos presídios masculino e feminino de Tubarão. Também estão na lista o Presídio de Criciúma e a UPA de Araranguá.
Para participar, as empresas precisam possuir alguns pré-requisitos, como oferecer uma atividade laboral ligada à vocação econômica da região. A Penitenciária Feminina de Criciúma, por exemplo, tem uma confeitaria instalada.
“Além de permitir a reabilitação social e econômica dos internos, a atividade laboral é uma estratégia de segurança prisional. Manter e ampliar a oferta de trabalho, assim como de ensino, é fundamental para que o egresso do sistema tenha condições de disputar uma vaga de trabalho no mercado”, salienta o secretário Leandro Lima.
Também são itens considerados na seleção ações de responsabilidade social e ambiental da empresa, a contratação de egressos do sistema, a oferta de um trabalho qualificado e treinamento do interno. As propostas devem ser encaminhadas para análise do Departamento de Administração Prisional (Deap) até 8 de outubro.