Em uma semana, número regiões em alerta máximo para coronavírus em Santa Catarina dobra

A situação da pandemia do novo coronavírus em Santa Catarina piorou consideravelmente em uma semana. Na última quarta-feira, 15, a Secretaria de Estado da Saúde divulgou que sete regiões estão no nível vermelho, ou seja, a situação é considerada gravíssima. Há uma semana, eram três.

View of a crowded street in Florianopolis, Santa Catarina state, Brazil, on May 12, 2020 amid the Covid-19 coronavirus pandemic. - President Jair Bolsonaro's criticism of stay-at-home measures to fight the virus has put him at odds with state and local authorities across Brazil whom insist the danger is all too real. Meanwhile, Brazil has emerged as the epicenter of the pandemic in Latin America, with 11,519 deaths so far. (Photo by EDUARDO VALENTE / AFP) (Photo by EDUARDO VALENTE/AFP via Getty Images)

As novas áreas que aparecem em vermelho são a Grande Florianópolis, Joinville, Médio Vale do Itajaí, e a região Carbonífera. As três regiões que já estavam em estado de alerta eram Foz do Itajaí-Açu, Xanxerê e Laguna.

Há ainda regiões em laranja, que indica situação grave, a amarelo, que representa alto risco. Entre os critérios levados em consideração para a classificação estão a ampliação de leitos de UTI, número de testes e o isolamento social.

Segundo informações da NSC, o número de testes no estado é bastante baixo. Dividida em 16 região, 10 áreas de Santa Catarina está em nível gravíssimo no que diz respeito à testagem. O número de leitos também é baixo.

Com Agências

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.