Em 27 voos, avião usa 54 mil litros de água para combater incêndio no Parque Estadual do Aguapeí


Uso da aeronave foi contratado emergencialmente pela Fundação Florestal e pela Defesa Civil do Estado de São Paulo. Incêndio atinge Parque Estadual do Aguapeí
Defesa Civil
Um avião particular contratado emergencialmente pela Fundação Florestal e pela Defesa Civil do Estado de São Paulo juntou-se nesta sexta-feira (18) aos trabalhos de combate a um incêndio que atinge o Parque Estadual do Aguapeí. Foi o sexto dia de combate às chamas na reserva florestal que engloba cidades como Monte Castelo (SP) e São João do Pau d’Alho (SP).
A Defesa Civil informou ao G1 que o avião foi contratado para atuar especialmente nesta ocorrência de difícil acesso às equipes que trabalham no controle das chamas.
Em 27 voos realizados sobre a área em chamas, foram utilizados 54 mil litros de água no total.
Ainda existem focos de incêndio e a previsão é de que neste sábado (19) seja realizado o trabalho de rescaldo no local.
A Defesa Civil ainda informou ao G1 que a atuação do avião possibilitou o controle das chamas e impediu que o fogo atingisse áreas de reflorestamento do parque estadual.
Além do avião, o Helicóptero Águia, da Polícia Militar, também foi acionado para atuar no combate às chamas no local.
Avião atua no combate ao incêndio no Parque Estadual do Aguapeí
Defesa Civil
Parque Estadual do Aguapeí
Criados em 1998, o Parque Estadual do Aguapeí e o Parque Estadual do Rio do Peixe fazem parte da região conhecida como Pantaninho Paulista que, semelhante ao Pantanal brasileiro, apresenta ambiente predominantemente alagadiço.
Embora os parques do Aguapeí e do Rio do Peixe estejam isolados por terra, eles estão conectados pelas águas dos rios que lhes emprestam os nomes, pois deságuam no Rio Paraná a algumas dezenas de quilômetros um do outro, num fluxo contínuo de nutrientes e espécies.
As principais formações vegetacionais do parque são Floresta Estacional Semidecidual Sub-Montana (Mata Atlântica) e vegetação de várzea, onde foram listadas 154 espécies da flora nativa.
Quanto à fauna, como o cervo-do-pantanal, o lobo-guará, o bugio, o jacaré-de-papo-amarelo e o jacaré-anão, e inúmeras espécies de aves, como a anhuma, o cardeal-do-pantanal e o jaburu, entre outros, dependem diretamente dos ambientes lacustres, pois estão inseridos na teia alimentar que sustenta a biodiversidade deste lugar.
O Parque Estadual do Aguapeí possui 9.043,970 hectares.
Incêndio atinge Parque Estadual do Aguapeí
Defesa Civil
Incêndio atinge Parque Estadual do Aguapeí
Defesa Civil
Incêndio atinge Parque Estadual do Aguapeí
Defesa Civil
Incêndio atinge Parque Estadual do Aguapeí
Defesa Civil
Incêndio atinge Parque Estadual do Aguapeí
Defesa Civil
Incêndio atinge Parque Estadual do Aguapeí
Defesa Civil
Incêndio atinge Parque Estadual do Aguapeí
Defesa Civil
Incêndio atinge Parque Estadual do Aguapeí
Defesa Civil
Incêndio atinge Parque Estadual do Aguapeí
Defesa Civil
Incêndio atinge Parque Estadual do Aguapeí
Defesa Civil
Incêndio atinge Parque Estadual do Aguapeí
Defesa Civil
Incêndio atinge Parque Estadual do Aguapeí
Defesa Civil
Incêndio atinge Parque Estadual do Aguapeí
Defesa Civil
Helicóptero atua no combate ao incêndio no Parque Estadual do Aguapeí
Defesa Civil
Avião atua no combate ao incêndio no Parque Estadual do Aguapeí
Defesa Civil
Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região.

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line