Eleições terão 36 mil eleitores na faixa etária de 60 anos ou mais na região

Cidades da região têm números expressivos de eleitores com idade superior aos 60 anos. Foto: Arquivo/O RegionalA realização das eleições municipais deste ano teve uma série de adequações em meio à pandemia do novo coronavírus para garantir a saúde e integridade de todos que atuarão no pleito, seja trabalhando ou exercendo o papel de eleitor. Entre as principais mudanças adotadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) esteve a definição da nova data para os primeiro e segundo turnos de votação, passando de 4 e 25 de outubro para 15 e 29 de novembro, respectivamente.

A Justiça Eleitoral também decidiu ampliar em uma hora, a partir das 7 horas, início do horário de votação, com o intuito de reduzir a possibilidade de aglomerações, e reservar um horário preferencial, das 7 às 10 horas, para pessoas acima de 60 anos, que integram grupo de risco. Conforme levantamento feito junto às estatísticas eleitorais, nas dez cidades do suleste paranaense são 36.052 eleitores nesta faixa etária aptos a participarem do pleito deste ano, com 22.802 entre 60 e 69 anos, 10.305 com idade entre 70 e 79 anos, e 2.945 acima de 79 anos.

De acordo com Jéssika Nassif Korontai, técnica judiciário da 144ª Zona Eleitoral de Fazenda Rio Grande, além do horário diferenciado, o TRE está definindo as medidas sanitárias para o atendimento dos eleitores integrantes do grupo de risco. “No cartório, por exemplo, não estamos atendendo presencialmente. No dia do pleito, ainda estão sendo definidas as medidas pelo TRE. A orientação, tanto para os cidadãos acima de 60 anos e para os demais eleitores, é o uso obrigatório de máscara, higienização das mãos na entrada e saída do local de votação, além do distanciamento mínimo de 1 metro entre as pessoas”, explica.

Eleitorado. Arte: O Regional

Leitores On Line