Eleições 2020: cinco partidos lançam candidatos à Prefeitura de Patos de Minas

PT, DEM, PCO, PSD e PRTB oficializaram nomes próprios para a corrida ao Executivo; Podemos já havia anunciado candidatura no início do mês. Candidatos a vereador também foram lançados durante as convenções partidárias que ocorreram sábado (12) e domingo (13). Mais cinco partidos definiram candidaturas próprias para a Prefeitura de Patos de Minas durante as convenções partidárias realizadas neste sábado (12) e domingo (13). O Podemos já havia anunciado um nome no início do mês para concorrer ao Executivo da cidade.
Neste ano, o calendário das eleições foi adiado por causa da pandemia do coronavírus e o primeiro turno acontece em 15 de novembro, e o segundo, em 29 de novembro, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
PT
No domingo, o Partido dos Trabalhadores (PT) lançou o nome da funcionária pública Águida Helena Vieira para concorrer à Prefeitura de Patos de Minas. Também foi divulgado durante a conveção que ao lado dela estará o advogado Aurélio Rocha como vice.
A sigla informou que também terá candidatos a vereador. Contudo, a quantidade de concorrentes ao Legislativo só será divulgado após o registro das candidaturas.
O G1 solicitou os perfis dos candidatos às eleições majoritárias municipais para os representantes do partido. Mas não obteve retorno até a última atualização desta matéria.
DEM
Também no domingo, a convenção partidária do Democratas (DEM) definiu a vereadora e ex-prefeita de Patos de Minas Béia Savassi para concorrer ao Executivo da cidade mais um vez. Conforme o partido, quem concorre ao lado dela como vice é p também vereador Bráz Paulo do Cidadania. O Cidadania realiza o encontro partidário nesta terça-feira (15) para oficializar o nome do parlamentar.
Além disso, o DEM lançou 21 candidatos a vereador na cidade, sendo 15 homens e 6 mulheres.
O G1 solicitou o perfil de Béia para o representantes do partido, mas não obteve retorno até a última atualização desta matéria. O perfil de Brás não foi solicitado, já que o nome ainda deve ser oficializado pelo partido dele.
PCO
Ainda neste domingo, o encontro partidário do Partido da Causa Operária (PCO) escolheu os nomes de Frederico Gomes Galvão e Josias Rodrigues de Araújo para candidatos a prefeito e vice-prefeito, respectivamente. Para as eleições de 2020, o PCO não terá candidatos a vereador e não fez coligação.
Perfis
Frederico Gomes Galvão tem 31 anos, é bancário desde 2009 no Banco do Brasil, já foi representante sindical do Sindicato dos Bancários de Belo Horizonte e é militante do PCO desde 2018.
O G1 solicitou o perfil do candidato a vice-prefeito do partido, mas não obteve retorno até a última atualização desta matéria.
PSD
No último sábado, a convenção do Partido da Social Democrático (PSD) oficializou o empresário e advogado Arnaldo Queiroz como candidato a prefeito de Patos de Minas. Já o nome que deve concorrer ao Executivo da cidade ao lado de Queiroz ainda não foi definido.
Durante o encontro partidário, a sigla anunciou que fará coligação com Avante, Republicanos, Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) e Partido Verde (PV) e que continua aberto para outras parcerias. Candidatos a vereador também foram lançados.
O G1 solicitou informações sobre quantidade de nomes ao Legislativo pelo PSD e o perfil do candidato a prefeito, mas não obteve informações até a última atualização desta matéria.
PRTB
Também no sábado, o encontro do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB) apresentou Adrian Paz como candidato a prefeito e Rodrigo Lopes como vice, em Patos de Minas. A sigla não terá candidatos ao cargo de vereador.
O G1 solicitou os perfis dos candidatos ao representante do partido, mas não obteve retorno até a última atualização desta matéria.
Cronograma Eleições 2020
A partir de 11 de agosto: emissoras ficam proibidas de transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato, sob pena de cancelamento do registro do beneficiário;
31 de agosto a 16 de setembro: período destinado às convenções partidárias e à definição sobre coligações;
26 de setembro: prazo para registro das candidaturas;
a partir de 26 de setembro: prazo para que a Justiça Eleitoral convoque partidos e representação das emissoras de rádio e TV para elaborarem plano de mídia;
após 26 de setembro: início da propaganda eleitoral, também na internet;
27 de outubro: prazo para partidos políticos, coligações e candidatos divulgarem relatório discriminando as transferências do Fundo Partidário e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (Fundo Eleitoral), os recursos em dinheiro e os estimáveis em dinheiro recebidos, bem como os gastos realizados;
15 de novembro: primeiro turno da eleição;
29 de novembro: segundo turno da eleição;
até 15 de dezembro: para o encaminhamento à Justiça Eleitoral do conjunto das prestações de contas de campanha dos candidatos e dos partidos políticos, relativamente ao primeiro turno e, onde houver, ao segundo turno das eleições;
até 18 de dezembro: será realizada a diplomação dos candidatos eleitos em todo país, salvo nos casos em que as eleições ainda não tiverem sido realizadas.
Initial plugin text
Leitores On Line