Dono de fábrica de cerâmica em Lagoa de Itaenga é preso em flagrante por roubo de energia

Além de Pernambuco, operação policial ocorreu também na Bahia, no Mato Grosso do Sul e no Rio Grande do Norte. Ao todo, 3,5 milhões de quilowatts-hora de energia foram desviados. Operação combate desvio de energia elétrica em Lagoa de Itaenga
Uma fábrica de cerâmica no município de Lagoa de Itaenga, na Zona da Mata de Pernambuco, foi alvo de uma operação da Polícia Civil que investiga desvios e roubos de energia elétrica (veja vídeo acima). A ação aconteceu, na terça-feira (15), simultaneamente nos estados de Pernambuco, da Bahia, do Mato Grosso do Sul e do Rio Grande do Norte.
De acordo com a polícia, o consumo elétrico que deixou de ser medido e foi recuperado apenas no município pernambucano seria suficiente para abastecer mais de 5.400 residências por cerca de um mês. Nos quatro estados, foram alvos 23 empreendimentos de setores produtivos e propriedades rurais, totalizando 3,5 milhões de quilowatts-hora de energia fraudados.
O proprietário da fábrica foi autuado em flagrante pelos crimes de furto de energia e posse ilegal de duas armas de fogo. A Polícia Civil não informou o local para onde ele foi levado. A pena para o crime de furto de energia pode chegar a oito anos de reclusão.
De acordo com a Companhia Elétrica de Pernambuco (Celpe), foi feita a cobrança dos valores devidos de energia elétrica ao proprietário suspeito. Segundo a Neoenergia, grupo do setor elétrico que opera as distribuidoras nos quatro estados, as investigações aconteceram a partir de denúncias recebidas.
Nos outros estados
De acordo com a polícia, foram empregados 50 policiais civis em toda a operação. A Bahia concentrou a maior parte das ações, totalizando 12 pessoas autuadas em flagrantes ou encaminhadas para prestar esclarecimentos nos municípios de Juazeiro, Valença, Teixeira de Freitas, Paulo Afonso e Senhor do Bomfim. No estado, foi recuperada energia equivalente ao consumo de 20 mil residências durante um mês inteiro.
No Rio Grande do Norte, a ação aconteceu nos municípios de Florânia, na Região do Seridó, e Extremoz, na Grande Natal. Três pessoas foram encaminhadas para prestar depoimento, e uma foi levada para a delegacia de Caicó.
Na ação no estado do Mato Grosso do Sul, foram encontradas fraudes em cinco locais, sendo três em fábricas de cerâmica e dois em estabelecimentos de comércio, todos no município de Brasilândia.
VÍDEOS: mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias
Leitores On Line